Projeto popular quer equiparar salário de vereadores com o de professor

empatía-630x520

Um grupo de canelenses está lançando uma ideia que vai, no mínimo, causar polêmica nos corredores da Câmara dos Vereadores de Canela. Eles elaboraram um abaixo assinado para entrada de um projeto de lei de iniciativa popular que propõe a redução dos salários dos vereadores e a equiparação com o piso salarial dos professores municipais.

Prometendo levar a proposta a todos os cantos da cidade, o grupo quer coletar assinaturas de 5% dos eleitores de Canela que concordem com a ideia, assim a petição cria legitimidade e o projeto de lei pode ser apresentado na Câmara para a apreciação dos próprios vereadores.

A justificativa é extensa, mas, segundo Felipe Oliveira, um dos idealizadores da ação é uma participação mais qualificada na política. Reduzindo o valor do subsidio dos vereadores, a tendência é que o cargo não atraia políticos profissionais. Desta forma, os candidatos deixarão de investir dinheiro pesado nas campanhas e abrirão espaço para pessoas que realmente querem trabalhar para a comunidade.

“Hoje vivemos um desvio completo da função de vereador. Essa é uma função que não deveria ser fim, um emprego”, explica Felipe.
“Queremos que a motivação para entrar na política seja a vontade de representar a comunidade e não o salário”.

A iniciativa lançada na sexta-feira nas redes sociais angariou simpatizantes e multiplicadores. O grupo de cerca de 15 pessoas acredita que não terão dificuldade de angariar as 1550 assinaturas pretendidas. O próximo passo, que deve ocorrer até o final de setembro, é definir a entrada do projeto na Câmara de Vereadores.

Para aderir à ação é muito simples, basta assinar a manifestação popular e entregar nos pontos de coleta (Tchê Informática, Rádio Clube de Canela ou Clínica Salutare).

Para assinar o documento, você necessita do número do título eleitoral, nome completo, nome da mãe, zona eleitoral e seção em que vota.

A justificativa e fichas para a assinatura estão disponíveis para download e impressão clicando aqui: justificativa e ficha para adesão.

A reportagem completa você confere na edição de amanhã, 30, do seu Jornal de Canela.