Início Evento Tradicionalistas lotam Parque do Saiqui e fazem festa no último dia de...

Tradicionalistas lotam Parque do Saiqui e fazem festa no último dia de rodeio

Continua depois da publicidade
Centenas de pessoas conferiram os tiros de laço
Centenas de pessoas conferiram os tiros de laço

Enquanto ginetes e laçadores ainda se revezavam nas disputas pelos últimos prêmios na tarde deste domingo (10), invernadas de entidades tradicionalistas disputavam o concurso de danças tradicionais, declamação e chula categoria adulta, além de gaita piano, gaita botão e intérprete vocal acima de 15 anos no Centro de Eventos do Santuário de Caravaggio.

O 32º Rodeio Crioulo Nacional de Canela reuniu mais de 50 mil pessoas em cinco dias do evento, atraídas pelas provas campeiras e artísticas e por uma série de atividades tradicionalistas, dos fandangos as vendas diretas de cavalos, da culinária aos produtos crioulos expostos em um enorme mercado ao ar livre.

Famílias ligadas, especialmente, aos CTGs de diversas cidades do Rio Grande do Sul, Paraná e Santa Catarina não se assustaram com a chuva que marcou presença todos os dias do rodeio e montaram um dos maiores acampamentos tradicionalistas da região.

 Patrão Jean Luz destaca a importância do Rodeio Nacional de Canela

Autoridades que participaram da solenidade de abertura do rodeio
Autoridades que participaram da solenidade de abertura do rodeio

Centenas de tradicionalistas vindos das mais diferentes regiões do Estado, e dezenas de autoridades municipais, acompanharam na manhã deste sábado (08), a Abertura Oficial do 32º Rodeio Crioulo Nacional.

O Patrão do CTG Querência, Jean Luz, anfitrião do evento, agradeceu a dedicação e o apoio da patronagem na realização do evento.  “Sozinho uma andorinha não faz verão. Gostaria de fazer uma saudação especial a toda à patronagem do CTG Querência que não mede e não mediu esforços para a realização do Rodeio, meu muito obrigado de coração”, comentou Luz.

Ainda segundo o Patrão, o evento representa a preservação do tradicionalismo do município e também da Região. “O Rodeio de Canela é muito grande pela história que representa no tradicionalismo da cidade e também do Estado. O mais importante não somente para mim, mas também para todos os organizadores e apoiadores é a visita de nossos amigos no Parque de Rodeios. O CTG Querência estará sempre de portas abertas para recepcionar bem a todos, a casa é nossa e todos serão sempre muito bem recebidos”, concluiu o Patrão do CTG Querência, Jean Luz.

O prefeito Cléo Port, destacou a importância da realização do 32º Rodeio Crioulo Nacional para o município de Canela. “Esse evento mostra que o tradicionalismo continua vivo não somente em nosso município, mas sim em toda a região. Além de proporcionar entretenimento aos moradores de Canela, atrai também para o município milhares de visitantes, projetando a cidade Brasil a fora. Sem sombra de dúvida é um dos maiores eventos tradicionalistas do país, desta forma mantemos acessas as chamas de nossa tradição e os nossos laços com as raízes gaúchas”, destacou Port.

Após a Abertura Oficial do 32º Rodeio Crioulo Nacional de Canela, o Patrão do CTG Querência, Jean Luz e o prefeito Cléo Port fez a entrega da premiação aos vencedores da Taça Cidade de Canela.

 Apresentações artísticas

CTG Patrulha do Rio Grande de Santo Antônio foi o vencedor das danças tradicionais, categoria mirim
CTG Patrulha do Rio Grande de Santo Antônio foi o vencedor das danças tradicionais, categoria mirim

Enquanto no Parque de Rodeios do Saiqui a gauchada intercalava o laço e a gineteada, no Centro de Eventos do Santuário de Caravaggio, centenas de jovens tradicionalistas participavam do concurso de danças tradicionais, declamação e chula nas categorias mirim, juvenil e adulta. Além da gaita piano, gaita de botão e intérprete até 15 anos.

As apresentações que aconteceram no sábado (9) e domingo (10), reuniram centenas de cidades que integram as mais diferentes Regiões Tradicionalistas (RT) do Estado.

Nem mesmo o intenso calor no local das apresentações impediu que as invernadas artísticas dos Centros de Tradições Gaúchas (CTG) dessem um espetáculo de dança, coreografias, interpretações e principalmente de amor à cultura do Estado.

 Catarinenses marcam participação

CTG Tio Preto de Santa Catarina esteve presente no rodeio
CTG Tio Preto de Santa Catarina esteve presente no rodeio

Não é de hoje que as edições do Rodeio Crioulo realizado em Canela atraem dezenas e talvez centenas de tradicionalistas vindos das mais variadas regiões do País. Assim como em edições anteriores o Estado de Santa Catarina sempre esta muito bem representado nas mais diversas modalidades seja laçando ou nas gineteadas, sempre a participação dos Catarinenses.

Vindos dos municípios de Pescaria Brava e Praia Grande de Santa Catarina, os amigos que fazem parte do CTG Tio Preto, Romulo Fernandes da Silva, Valentin Mattos, Douglas Monteiro, Josepi Menegalli, William Mendes e Eduardo Perdona, participam pela quarta vez do Rodeio Crioulo de Canela.

Acampados desde a última quarta-feira (06), quando iniciou o 32º Rodeio Crioulo Nacional de Canela, os amigos foram unânimes em destacar a qualidade do evento. “É um dos melhores rodeios que participamos ao longo do ano, o gado é muito bom, sem falar na qualidade da cancha que é excelente”, comentaram.

Viajando em um ônibus e também em veículos menores, os Catarinenses, são acompanhados de familiares que fazem parte da torcida durante o evento. “Pelo esforço e dedicação de todos, já estamos levando para nossa casa alguns troféus e premiações, que serão muito bem guardadas, como forma não somente de lembrarmo-nos dos títulos que conquistamos, mas principalmente na participação do primeiro Rodeio Crioulo que acontece na Região Sul”, concluiu.

Além dos Catarinenses também Paranaenses estão acampados no Parque do Saiqui, além é claro de dezenas de tradicionalistas vindos de todo o Estado do Rio Grande do Sul.

 Futuro do tradicionalismo é destaque no Rodeio

Na manhã de sexta-feira (9), as crianças e adolescentes deram um show na cancha de laço do Parque do Saiqui, no 32º Rodeio Crioulo Nacional de Canela. Pequenos de tamanho, mas grande na arte de administrar o laço e o cavalo, eles enfrentaram o barro e participaram do tiro do laço das modalidades piá (até 11 anos), guri (até 14 anos) e pai e filho.

Os meninos Alex Schmitt, do Piquete de Laçadores do Saiqui; Willian Dutra, do Estância do Ribeirão de São Chico e Gabriel de Vargas do Presilha do Capão Penso de Cambará do Sul repetiram a façanha do ano passado e garantiram o primeiro lugar na categoria laço guri.

 Pratas da casa na narração do rodeio

Zé da Foia, Valter Oliveira e Edson Santos foram os narradores que deram vida ao rodeio
Zé da Foia, Valter Oliveira e Edson Santos foram os narradores que deram vida ao rodeio

O que seria de um rodeio sem narração? Por mais empolgante que fosse a disputa, perderia muita vibração. Pois é a voz que motiva os competidores a responsável por ecoar nas arquibancadas e contagiar os torcedores.

Ricardo da Silva (Zé da Foia), Valter Oliveira e Edson Santos, são canelenses e foram os responsáveis pela apresentação dos participantes das diversas categorias do tiro de laço.

Grandes montarias na gineteada

A neblina branca cobria a cancha Dom Polacó Feijó no final da tarde de sexta-feira (9), quando os primeiros corajosos ginetes montaram no lombo de cavalos ariscos, arriscando a vida, arrancando aplausos e fazendo a plateia vibrar naqueles oito segundos. Neste sábado (10) mais 40 homens enfrentam os cavalos xucros e os 15 ginetes que tiverem melhor nota em suas montarias de sexta e sábado se classificam para a semifinal no domingo (10).

Fotos e texto: Rita Souza