Início Saúde Serviço de oftalmologia já está funcionando no Hospital de Canela

Serviço de oftalmologia já está funcionando no Hospital de Canela

Continua depois da publicidade

O HCC – Hospital de Caridade de Canela já está oferecendo o serviço de oftalmologia, uma das novidades implantadas pela nova diretoria da entidade, comandada por Antonio Saldanha.

Segundo ele, o HCC já recebia os recursos, cerca de R$ 120 mil por ano, mas nunca ofereceu essa especialidade.

O atendimento em oftalmologia está sendo prestado por um grupo de médicos de Bento Gonçalves, que também atuam em outras cidades do Estado, como a Capital, Gramado e agora Canela. A Oftalmologia Integrada da Serra Gaúcha, como é chamado o grupo, está atendendo em um consultório no interior do hospital, mas dentro de alguns meses deve estar instalada na área ao lado da recepção, onde funcionava a hemodiálise.

Hoje, são dois profissionais que realizam avaliações dos pacientes e já podem receitar tratamentos e lentes, para adultos e crianças. Em casos mais complicados, como cataratas, glaucoma e outras doenças da córnea, o grupo conta com especialistas que virão à Canela realizar os procedimentos.

As cirurgias já devem iniciar no mês de maio. Após isso, o grupo irá investir cerca de R$ 300 mil na área da antiga hemodiálise, para a montagem de uma clínica que atenderá essa demanda do SUS, mas também aos convênios e particulares. 15% da receita bruta obtida pela oftalmologia será repassada ao HCC pela cedência das instalações.

Saldanha explica que hoje já estão sendo realizadas cerca de 50 consultas por semana e que o hospital trabalha com um número aproximado de até 200 atendimentos por mês. Este número pode aumentar ou diminuir, de acordo com a disponibilidade de recursos do SUS.

Os pacientes são de Canela, Linha Nova, Nova Petrópolis e Picada Café. Antes do serviço ser oferecido em Canela, os pacientes eram encaminhados para outras cidades, como Igrejinha e Porto Alegre.

O secretário Municipal de Saúde, Jean Spall, diz que as consultas, exames e cirurgias em Canela possibilitam manter a referência e o repasse dos valores. A cidade possui uma fila de espera de 1600 pacientes para avaliação em oftalmologia, muitos destas avaliações poderão se tornar cirurgias e demandarão realização de exames.

Um completo consultório de oftalmologia já está montado e atendendo dentro do Hospital de Canela. Foto: Francisco Rocha
Um completo consultório de oftalmologia já está montado e atendendo dentro do Hospital de Canela. Foto: Francisco Rocha

“Este atendimento sendo realizado aqui no Município irá facilitar o acesso da população, assim como diminuição do custo com transporte para fora da cidade. Este novo serviço, a médio prazo, irá aumentar o faturamento do HCC, qualificando a instituição”, explica Spall.

Outro ponto interessante é que os pacientes de Canela, muitas vezes, ao receber a receita de óculos e lentes do médico do SUS, acabavam comprando na cidade onde faziam a consulta, na maioria dos casos em Igrejinha. Com todo este processo sendo realizado em Canela, esse dinheiro passa a ficar também no Município.

Como funciona

O paciente procura a rede pública de saúde, nas unidades básicas, ou postos. Identificado o problema, a Secretaria de Saúde agenda a consulta e encaminha para o Hospital de Canela. Havendo a necessidade de exames ou outros procedimentos, isso é informado à SMS que reagenda os próximos passos.

Nova diretoria técnica e serviço de traumatologia

Outra novidade do Hospital de Canela é a troca da diretoria técnica da entidade. O cargo era exercido pelo médico Marcelo Soprano, mas agora está a cargo de Eduardo Brum, ortopedista.

O diretor técnico é o responsável pelo bom andamento de todos os atendimentos, desde a triagem às cirurgias.

Agora, a direção da casa de saúde, junto com o novo diretor técnico, querem qualificar o atendimento oferecido à comunidade. Saldanha admite que ainda existe um gargalo no plantão, principalmente no horário das 19h às 23h. Isso se deve ao fato de a comunidade procurar no hospital atendimentos que não são de urgência e emergência, os quais deveriam ser resolvidos nos postos de saúde.

“Hoje, apenas 10% dos casos atendidos no plantão são urgência ou emergência”, explica Saldanha.

Para agilizar essa triagem, duas enfermeiras foram contratadas e irão identificar cada caso que chega na portaria. Atualmente, o plantão do hospital tem dois médicos, com carga horária de 12 horas, para o atendimento.

Um serviço de segurança também foi implantado no HCC, para tranquilizar funcionários e pacientes.

Outro diferencial que vai dar conta de uma demanda de cerca de 500 cirurgias eletivas (aquelas que não são urgência ou emergência) na fila de espera, alguns casos há mais de dois anos, é a parceria firmada com a empresa Ortotrauma – Ortopedia e Traumatologia, que estará atuando no sistema de plantão para atendimentos de casos graves e a partir dos próximos dias deverá estar realizando até 30 cirurgias eletivas por mês para a rede pública.

A empresa conta com especialistas nas áreas de Ortopedia, Traumatologia, Oncologia Ortopédica, Quadril, Pé e Tornozelo, Joelho, Ombro e Cotovelo, Mão e Microcirurgia, Trauma e Artroscopia.