Início Polícia Apenado do presídio de Canela é encontrado morto com sinais de tortura...

Apenado do presídio de Canela é encontrado morto com sinais de tortura e execução

Continua depois da publicidade

Polícia de Canela investiga o caso, mas o corpo foi encontrado em Gramado

 

Em menos de 24 horas, a região registra o seu segundo homicídio.

Por volta das 18h30min de domingo, 04, a Brigada Militar de Gramado recebeu informação através do 190 que, na Estrada do Meleiro, via de terra que liga os municípios de Gramado e Canela, havia um corpo caído na beira da estrada.

A guarnição de serviço, ao chegar no local, confirmou ser um cadáver, mais tarde identificado como João Carlos dos Santos 33 anos, que estava em regime semiaberto do presídio de Canela.

João possui várias ocorrências policiais como roubo, furto e tráfico, em várias cidades da Região.

A Brigada Militar permaneceu isolando o local ate a chegada da perícia, a qual constatou que os ferimentos na região da cabeça e pescoço seriam de arma de fogo.

Não há informação de suspeitos ate o momento.

A Polícia Civil de Canela assumiu a investigação do caso. Segundo o Delegado Vladimir Medeiros, foi possível constatar sinais de tortura. As investigações iniciaram assim que a perícia terminou seu trabalho.

O local onde o corpo foi encontrado causou confusão nas forças de segurança, não sabendo se pertencia à Canela ou Gramado. Em contato com a Prefeitura de Canela, a reportagem da Folha confirmou que a Estrada do Meleiro pertence totalmente ao Município de Gramado, pois ela inicia no bairro Carniel e termina na ERS 466, que liga Canela ao Caracol.

Porém, a divisa entre os municípios é delimitada pelos arroios Pulador e Caracol e toda a área à esquerda de suas margens pertencem ao Município de Gramado.

Sendo assim, a investigação vai dizer aonde o apenado foi morto, podendo ser o segundo homicídio do ano em Canela ou em Gramado.

Foto: Reprodução/DP Canela