Início Polícia Operação em Rolante prende líder de quadrilha que tortura devedores

Operação em Rolante prende líder de quadrilha que tortura devedores

Continua depois da publicidade

Cinco presos. Criminosos movimentavam mais de R$ 15 mil por semana, com atuação na Região das Hortênsias e Vale do Paranhana

A Polícia Civil de Rolante deflagrou a segunda fase da Operação Restart, na manhã de hoje, 16, para o combate ao tráfico de drogas no Município e região.

Ao todo, considerando a primeira fase da Operação, a investigação prendeu 12 traficantes, inclusive o líder da quadrilha, apelidado de “Pai”, em uma fortaleza do crime, que funcionava como QG do tráfico na cidade de Portão. A residência, ainda que sem luxos, é localizada no Bairro Portão Velho e possui muros altos, portões reforçados e câmeras de vigilância, tendo sido necessários 15 policiais para as buscas no local, que teve dificultada sua entrada pela equipe.
Na ação de hoje, 34 policiais civis cumpriram 19 mandados judiciais, sendo 7 prisões preventivas, 2 prisões temporárias e 10 mandados de busca e apreensão. Na casa mantida como QG da quadrilha foram apreendidas provas do tráfico, inclusive anotações sobre distribuição e vendas. “A quadrilha circulava dezenas de milhares de reais por semana, e o montante ainda está sendo contabilizado pela equipe”, destacou o Delegado Vladimir Medeiros, responsável pela Operação.

Vladimir é delegado titular de Canela e também de Rolante. Além de Medeiros, outros policiais de Canela e São Francisco de Paula participaram da ação.
O grupo comandado por “Pai” é investigado, ainda, por torturar usuário de droga que devia dinheiro à quadrilha. As investigações obtiveram acesso ao vídeo gravado pela própria quadrilha, que utilizou de extrema violência, inclusive queimadura, para torturar a vítima, exigindo que ela pagasse o que devia ao grupo criminoso, que tem ligação com a facção “Os mano”.

A Operação Policial desencadeada na manhã de hoje foi realizada nas cidades de Rolante, Taquara, Novo Hamburgo e Portão.
O Delegado Vladimir Medeiros, responsável pela Delegacia de Polícia de Rolante e pelas investigações, diz que, com as duas fases da ação, foram presos, ao todo, 12 traficantes até o momento, inclusive o líder da quadrilha. Os criminosos agiam nas regiões de Gramado e São Leopoldo e comandavam o tráfico de drogas no Município de Rolante. A autoridade policial destacou, ainda, que as investigações, de cerca de 7 meses, conseguiram apreender grande quantidade de droga da facção, além de armas e munições.

Medeiros destacou que se trata de qualificada ação de combate ao tráfico de drogas em Rolante, cuja Delegacia de Polícia conta com apenas dois policiais civis. “Trata-se de investigação de excelência”, destacou a autoridade.
Participaram, ainda, da ação desta manhã policiais da 2ª Região Policial (Interior), lotados nas Delegacias de Polícia de Taquara, Igrejinha, Três Coroas, Gramado, além de policiais da 3ª Região Policial (Metropolitana), lotados nas Delegacias de Polícia de Portão e Estância Velha.
A ação segue em andamento para a captura dos demais foragidos.

 

Fotos e vídeos: Reprodução/DP Rolante