Início Cidade Maçonaria completa 50 anos em Canela

Maçonaria completa 50 anos em Canela

Foto: Reprodução
Continua depois da publicidade

Em 2018 a Loja Maçônica Cidade das Hortênsias, de Canela, comemorará 50 anos de fundação e pretendendo reafirmar sua história e buscando reforçar seus laços com a comunidade canelense, realizará uma série de atividades para marcar o seu Jubileu de Ouro, como Recepção da Assembleia Geral da Grande Loja Maçônica do Estado do Rio Grande do Sul, Jantar Baile e Lançamento de um livro narrando esta história.
As atividades iniciaram ontem, 07, com uma palestra e uma exposição no Hotel Serra Nevada.

Desde o início do povoamento dos Campos de Cima da Serra, Maçons estiveram presentes contribuindo para a formação e crescimento das cidades da região Serrana. Em Canela, a Maçonaria lançou raízes mais sólidas em outubro de 1944, com a fundação de um Triângulo Maçônico, cujos fundadores foram: Waldomiro Ramos Pacheco, Elzaydh Ramos, Lázaro de Almeida Lara e Gabriel M. de Oliveira.
As atividades se realizaram em imóveis de propriedades dos próprios maçons até que, com o crescimento, foi adquirido um terreno e construído um chalé de madeira na Rua João Manoel Correa.
Ao longo dos anos, participaram de suas atividades cidadãos de destaque na sociedade canelense como: Osmildo Oppitz, Hugo Schmitt, Günther Siegfried Schlieper, Paulo Oscar Jung, Adacy Furtado, Elói Furtado, Julio Fulvio Schmitz, Alcindo Haak, Arlindo Hexel, Benito Bertolucci e Altemar Medeiros. Foram Veneráveis Mestres: Elzaydh Ramos, Günther Siegfried Schlieper, Osmildo Oppitz e por último, Adacy Furtado, em cujo mandato a Loja Tiradentes se diluiu, no ano de 1963.
Os Maçons de Canela só voltariam às suas atividades no ano de 29 de junho 1968 quando foi fundada a Loja Maçônica Cidade das Hortênsias. Foram fundadores da Loja Simbólica Cidade das Hortênsias Erwin Schmalz, Paulo Oscar Jung, Osmildo Oppitz, Nelson Oppitz, Eloy Furtado, Hugo Schmitt, Nelson Renck, Gustavo Adolfo Geraldo Engelbrecht e o Reverendo José Wagner, todos de Canela.
O mesmo chalé de madeira que abrigou o Triângulo Tiradentes foi utilizado pela Loja Cidade das Hortênsias até 1983, quando foi demolido, dando espaço para o atual prédio.
A Loja Maçônica ¨Cidade das Hortênsias¨, constitui-se em sociedade civil, destinada à prática dos princípios da Maçonaria Universal pela crença em Deus e o amor à humanidade, realizada através da fraternidade universal, acreditando que o único meio de atingir tais objetivos seja o aperfeiçoamento moral de seus adeptos através do cultivo das virtudes e pelo combate de suas más tendências.
Foram membros da Loja Simbólica Cidade das Hortênsias: Hugo Schmitt, Egon Irmfried Jung, Esmeraldo Mendes Pereira entre tantos outros homens que ajudaram a construir a cidade de Canela como hoje a conhecemos.