Início 360 Graus 360Graus por Francisco Rocha: Do contra; Vereadores e o protagonismo; Servidores Municipais...

360Graus por Francisco Rocha: Do contra; Vereadores e o protagonismo; Servidores Municipais e mais!

Continua depois da publicidade

Do contra I > Não me lembro exatamente em qual ano deixei de torcer para a seleção brasileira de futebol. Lembro de ter comemorado o tetra, depois disso, parei de torcer.
Os motivos são vários, isso não significa que não goste de futebol, sou gremista e acompanho todos os jogos que puder do Grêmio, cheguei a desmarcar compromissos para assistir a uma partida de futebol ou jogar uma pelada…
Também não sou destes que acredita que o futebol é o ópio do povo, que é coisa de brasileiro e blá, blá, blá. Países desenvolvidos com ótimos níveis de educação, saúde e segurança também são fanáticos por futebol. Querer atribuir os problemas do país ao futebol é um argumento muito raso.
Também não sou das pessoas que detestam copa do mundo, pelo contrário, adoro. Vou assistir ao maior número de partidas que puder, afinal, é um esporte, é mágico, bonito e os melhores atletas do mundo nesta modalidade estão lá na Rússia. Vai ser lindo.
Mas não vou torcer para o Brasil, é mais forte que eu. Não consigo torcer para o Neymar Jr.. Não dá! Tem coisas que me irritam demais quando o assunto é seleção brasileira.
O esporte está aí, muda o mundo, nos torna cidadãos melhores, abre portas, dá oportunidade, sem contar os benefícios físicos e sociais, os esportes coletivos também garantem mente e espírito mais fortes.

Do contra II > Como disse, gosto de Copa, ontem, no almoço fui espiar o jogo de abertura, Rússia e Arábia Saudita. Em um momento, no primeiro tempo, um atleta russo, por duas vezes, nem foi na bola, pois sabia que estava em posição de impedimento, deixou o jogo seguir, um jogo limpo e leal.
O que fez o principal narrador da principal emissora de televisão brasileira? Criticou o atleta, dizendo que ele deveria ter ido na bola. Sua posição foi corroborada pelo comentarista: “vai na bola, vai que o bandeirinha erre”…
Por estas e outras, não torço pela seleção brasileira de futebol, torço para um futebol mais bola e menos malandragem. Talvez os atletas que lá estão, vestindo a “amarelinha”, nem sejam assim, mas nós, brasileiros somos.
Espero que tenhamos uma Copa onde o VAR (Árbitro de Vídeo) dê muito certo, que as malandragens e injustiças nos resultados não aconteçam e, aí sim, que vença o melhor, nem que seja o Brasil, o que vale é o espetáculo.

Vereadores e o protagonismo > Este ano completei 20 anos atuando na área da comunicação, em todos eles acompanhando as atividades da Câmara de Vereadores.
Foram cinco legislaturas. Em todas elas, vejo os vereadores reivindicando seu lugar de poder constituído, independente da Prefeitura, buscando o lugar de merecimento junto da comunidade canelense como “legítimos” representantes do povo e autoridades constituídas.
A cada nova composição da Câmara é a mesma queixa de alguns nobres edis.
E cada uma das cinco composições das câmaras que acompanhei tiveram em suas mãos projetos importantes. Era aquele momento de fazer jus às suas queixas.
Agora, a Câmara tem novamente alguns temas importantes pela frente. Na ordem: cedência do Parque do Pinheiro Grosso, contas da gestão 2009 de Constantino Orsolin, cedência do Parque do Palácio e reforma do regime jurídico dos servidores municipais.
Será que a Câmara vai se colocar como protagonista destes processos, mostrando independência e realmente assumir seu papel de representantes da comunidade?

Destaque Folha 2018 > O Destaque Folha 2018 já começou. Como vocês, leitores da Folha sabem, de cor e salteado, a gente sempre realiza a coleta de dados através de entrevistas com formulários. E a gente faz que a comunidade responda e veja essa coleta de dados sendo feita.
Então, se for abordado por uma das meninas que fazem a entrevista, tire um tempinho e responda o questionário. Irá nos ajudar muito.
O Destaque Folha é o maior e melhor evento de premiação da região e vai acontecer em agosto. Agende-se.

Temporada de Inverno > A Temporada de Inverno vem quente por aí… Além do Fala Mansa, que deve estar por aqui na Festa Junina, a programação tem Nenhum de Nós, em julho, e Armandinho, em agosto.
Legal, bem legal. Aliás, tem tudo para ser uma baita temporada de Inverno, o frio está aí, o centro da cidade vai bombar.
Em tempo, está ficando espetacular esse conjunto da reforma da praça com a revitalização da Estação do Trem.

Estação do Trem > Aliás, a primeira etapa da revitalização está prevista para ser entregue em dezembro. Já tem oito empresas confirmadas para fazer parte do complexo, ocupando os vagões do trem: um restaurante, a cargo do pessoal do  Empório Canela, o Mundo a Vapor vai ocupar um dos vagões e a locomotiva para fazer uma espécie de parque temático, além de Florybal e Alpen Park.
Mas que tal, aí que eu me refiro!

Candidatos canelenses > Pela primeira vez na história desta cidade, temos dois pré-candidatos canelenses, um ao cargo de deputado estadual (Gilberto Cezar) e outro a federal (Alberi Dias). Claro que eles precisam passar nas convenções de seus partidos, mas, se forem mesmo candidatos, está aí a oportunidade de Canela e as cidades da região terem um representante na Assembleia do RS e no Congresso Nacional.
Independente de partidos ou ideologia política, temos que apoiar os candidatos locais. Só temos a ganhar com isso.

Servidores municipais > Eu fui servidor municipal concursado. Quero dizer aos senhores que eles ralam bastante, têm responsabilidade e, na minha visão, são muito, mas muito preferíveis aos CCs. Fica a pergunta, se é pra mexer no regime dos concursados, porque não cortar na carne e reduzir salários e cargos em comissão?
Tem coisas na (indi)gestão pública que não consigo engolir.