Início Cidade Canela recebe selo de qualidade do turismo

Canela recebe selo de qualidade do turismo

Foto: Luiz Chaves/Palácio Piratini
Continua depois da publicidade

Distinção permite município ter prioridade na tramitação de seus projetos

Como incentivo ao turismo do Rio Grande do Sul, a primeira rodada itinerante do Programa de Desenvolvimento e Estruturação do Turismo (Prodetur + Turismo), do Ministério do Turismo, foi lançada na segunda, 11, no Palácio Piratini em Porto Alegre.
Na ocasião, o Prefeito de Canela Constantino Orsolin, recebeu das mãos do Governador José Ivo Sartori e do Ministro do Turismo, Vinicius Lummertz, o selo Brasil + Turismo, que garante prioridade de tramitação no programa. A proposta em torno R$ 35 milhões prevê a qualificação de estradas turísticas e atrações da cidade e do entorno.
Orsolin destaca que Canela foi o primeiro município do Brasil a receber a certificação e isso é o resultado do trabalho realizado pela Secretaria de Turismo e a Coordenadoria de Planejamento e Projetos. “A cada viagem a Brasília vamos ao Ministério do Turismo e apresentamos um projeto do município, estamos atentos a cada programa online, sempre nos habilitando e esse selo comprova o nosso esforço em incrementar o que é a nossa principal fonte de renda”.

Projetos cadastrados
Fazem parte dos projetos cadastrados a pavimentação da Rota Panorâmica (parte de Canela), em torno de 11.580.000,00; asfaltamento nos Morros Queimado, Pedado e Dedão, R$ 9.000.000,00; pavimentação Caracol/Ferradura, R$ 6.900.000,00 e ruas centrais, R$ 6.630.000,00.
“Agora vamos trabalhar na construção dos projetos executivos e em breve buscar esses recursos que foram selecionados, mas precisam ter os valores empenhados no orçamento da união e ou/com financiamento com bancos de desenvolvimento” explica o chefe do executivo.

Prodetur + Turismo
O Programa Nacional de Desenvolvimento e Estruturação do Turismo, instituído pelo Ministério do Turismo visa oferecer recursos para o fomento de destinos turísticos brasileiros. Nesta primeira fase, estão disponíveis R$ 5 bilhões para financiamento com condições como prazo de até 20 anos de quitação.