Início Cidade Educação Fiscal e cidadania é tema de seminário em Canela

Educação Fiscal e cidadania é tema de seminário em Canela

Foto: Reprodução - Orquestra da Escola Estadual Neusa Mari Pacheco – CIEP abriu o evento
Continua depois da publicidade

A Universidade de Caxias do Sul – Campus Região das Hortênsias recebeu, nesta quarta (12), o II Seminário de Educação Fiscal de Canela. Participam do evento cerca de 100 representantes de diversas cidades da região.
O palestrante da parte da manhã foi Randal Guimarães. Ele é auditor-fiscal da Receita Estadual e coordenador do Grupo de Educação Fiscal do Estado (Gefe). Randal traduz a educação fiscal como consciência social. Para o painelista, quando o cidadão recebe uma boa formação, ele entende o motivo de pagar seus impostos, além de compreender sua participação na aplicação do dinheiro público ao definir as prioridades de investimentos e de exercer seu papel de fiscalizador desses gastos. “A mudança cultural não é da noite para o dia. A gente trabalha os professores, que influenciam as crianças, que influenciam seus pais e familiares e essa corrente da cidadania vai se proliferando”, afirmou.

Na parte da tarde, Thiago Santos e João Carlos Loebens falaram sobre o Programa de Integração Tributária – PIT. Ambos os palestrantes são servidores da Secretaria da Fazenda do Estado do RS (Sefaz) e além de discorreram sobre o PIT, destacaram cidadania, função social dos tributos, educação, mudança, cultura e controle social.

Já Adelar Vendrúsculo, coordenador do Programa Nota Fiscal Gaúcha da Secretaria da Fazenda do Estado do RS, esclareceu dúvidas sobre como participar do Nota Fiscal Gaúcha, programa que estimula o cidadão a pedir notas fiscais em todas as compras, combatendo a sonegação fiscal.

Vendrúsculo enfatizou que ao pedir o CPF na nota, todos ganham, pois além de ajudar uma entidade e contribuir com o Estado e o município para melhorar a arrecadação, o cidadão concorre a prêmios de até R$ 1 milhão.

Encerrando as atividades, as escolas municipais Ernesto Dornelles, Santos Dumont, e Zeferino José Lopes apresentaram as atividades referente a educação fiscal, financeira e dos direitos e deveres do consumidor praticadas nas escolas.

Já as entidades beneficiadas com o Programa Nota Fiscal Gaúcha, APAE e Escola Neusa Mari Pacheco – CIEP falaram sobre a importância dos recursos recebidos pelo programa.

Para o Secretário da Fazenda e Desenvolvimento Econômico, Luciano Melo, “o objetivo do seminário foi exatamente o de propor uma troca de ideias com a população sobre a importância e os meios de se estabelecer um controle financeiro pessoal e educação fiscal, e sobre os reflexos desses para os indivíduos e para a comunidade como um todo”.