Início Cultura Revitalizada, locomotiva retorna à Canela nesta sexta-feira

Revitalizada, locomotiva retorna à Canela nesta sexta-feira

Foto: Divulgação
Continua depois da publicidade

Canela prepara uma grande recepção para a volta de uma de suas grandes estrelas, o trem, que recebe uma escolta nesta sexta, 30.

A locomotiva belga La Meuse, com data provável de fabricação entre 1903 e 1904, que faz parte do complexo com a antiga estação férrea no centro da cidade, havia sido retirada do local em novembro de 2017, para restauração. Ela estava parada há 40 anos e sofreu com a ação do tempo e depredação.

A máquina a vapor passou por uma criteriosa revitalização, na cidade de Taquara, em um projeto que envolve a incorporadora Novalternativa, responsável pela revitalização da Estação Férrea, agora denominada Estação Campos de Canella, Mundo A Vapor e MKR Máquinas e Usinagem.

A programação inicia às 13h30min, em frente ao Mundo A Vapor, quando a locomotiva segue escoltada ao centro de Canela e alocada em seu local original, com direito a banda marcial, durante o percurso.

História

O trem faz parte da história de Canela.  A estação foi aberta em 1922. Entretanto, a data de inauguração oficial parece ser 14/08/1924. A cidade surgiu com a estação e a ferrovia. Os trens de passageiros, no entanto, somente passaram a ir até a estação em 1924. Foram desativados com a estação e o ramal em 1963.

Foto: Reprodução

Devido ao ramo de extração madeireira, mola mestra da economia local na época, o trem trouxe evolução para a cidade.

A antiga estação férrea é um retrato daquela época e uma atração turística no centro da cidade.

Confira a música Vagão do Tempo, sobre o trem em Canela:

Novo projeto

Empreendimento que revitaliza a Estação Férrea de Canela e constrói um novo paradouro turístico, comercial e residencial no município serrano, a Estação Campos de Canella prevê área total de 5,9 mil m², incluindo espaços turísticos, comerciais e residenciais, a Estação Campos de Canella deve ser inteiramente finalizada até julho de 2020, incrementando a movimentação turística da cidade de Canela, que, hoje, recebe seis milhões de visitantes por ano segundo informações oficiais da Prefeitura.
Para Fernando Bassani, diretor da Incorporadora Novalternativa, realizadora do projeto, a chegada das primeiras marcas confirma a inserção da Estação junto à comunidade e ao comércio da região. “São importantes empresas da Serra Gaúcha que acreditam no potencial do projeto e que reforçam a ideia de que a Estação, além de preservar todo o patrimônio histórico-cultural da cidade, vem para trazer novas perspectivas turísticas e de negócios para Canela”, avalia Bassani.