Início Segurança Número de ocorrências de furtos e roubos diminuíram em Canela e Gramado

Número de ocorrências de furtos e roubos diminuíram em Canela e Gramado

Foto: Reprodução
Continua depois da publicidade

Brigada Militar realizou 1284 prisões no ano de 2018 nas duas cidades

Sete dias por semana, 24 horas por dia, finais de semanas e feriados. A Brigada Militar está diuturnamente nas ruas realizando um trabalho para melhor servir a comunidade. Muito além do número de prisões realizadas, está o número de crimes que deixam de acontecer, através de ações de policiamento ostensivo e preventivo, resultado visível nos índices de crimes contra o patrimônio que reduziram na Região das Hortênsias.
Conforme o Capitão Jorge Mascarin, comandante do policiamento da BM de Canela, o ano de 2018 encerrou-se de forma exitosa para a Brigada Militar. “Mesmo com um efetivo menor do que o previsto, e uma grande área territorial, foi possível prestar um serviço de qualidade na Segurança Pública aos mais de 42 mil habitantes de Canela e milhares de turistas que anualmente nos visitam”.

Foram muitas as ações desenvolvidas, que vão desde preventivas como projetos sociais de palestras e distribuição de brinquedos junto ao CREAS e em algumas escolas, ações feitas no mês da criança em parceria com a Secretaria de Educação, onde foi reunida mais de 800 crianças, e inúmeras ações repressivas ao crime.
Através de estratégias de policiamento ostensivo definidos por bairros e locais com maiores índices criminais, ainda foi intensificado o patrulhamento escolar, visitas e palestras em escolas para evitar que crianças sejam desvirtuadas do caminho certo, bem como o ano de 2018 foi marcado pelo retorno do Programa Educacional de Resistência as Drogas e a Violência (PROERD), onde foram formadas 360 crianças dos 5º anos.
Na comunidade rural foi intensificado o patrulhamento e visitas naquelas localidades levando dicas de segurança e estreitando relações. “Procuramos aumentar a fiscalização veicular através de barreiras, em especial nos acessos aos bairros, para evitar a entrada de drogas e armas, sendo fiscalizados mais de 15 mil veículos e mais de 28 mil pessoas foram abordadas e identificadas”, destaca o oficial.
Ainda é importante citar as ações desenvolvidas em conjunto com outros órgãos, em especial de fiscalização em bares e casas noturnas para combater crimes.

Os números
A BM divulgou os dados do ano de 2018, em Canela foram realizadas 887 prisões, os números são menores, comparados aos anos anteriores. Entre elas 147 prisões foram por posses de drogas, outras 102 por tráfico de drogas, ainda 103 por furtos.
Em Gramado foram registradas 397 prisões, 73 delas foram por posse de drogas, 24 por embriaguez ao volante e outras 20 por tráfico de drogas.
Em Canela, as ocorrências por furto diminuíram cerca de 23%, ocorrência por roubo diminuíram em 35%.
Em Gramado, ocorrências por furto tiveram uma queda de 24% e ocorrências por roubo cairam cerca de 40%.
O Capitão Mascarin ainda agradece o apoio da comunidade canelense que auxilia através de informações repassadas e destaca o trabalho realizado em conjunto com o efetivo do Pelotão de Operações Especiais (POE) e da sessão de inteligência: “Juntos conseguimos realizar um trabalho diferenciado e ter números expressivos de prisões e a redução dos índices criminais”.
Foram 887 prisões, com destaque para 92 foragidos recapturados, 103 prisões por furto, 19 prisões por roubo, quase 250 prisões envolvendo drogas. “São números expressivos, tudo graças ao comprometimento e engajamento do nosso efetivo que é incansável em bem servir a comunidade”.