Início Cidade Com estátua? Havan volta a buscar instalação em Canela

Com estátua? Havan volta a buscar instalação em Canela

Foto: Filipe Rocha - Há anos, a Estrada Canela – Gramado é o local de preferência para instalação de uma loja da rede
Continua depois da publicidade

Luciano Hang, dono da Havan, esteve em Canela, na última quarta

A mega rede de lojas Havan volta a carga para a instalação de uma unidade na Região das Hortênsias. O proprietário da rede, Luciano Hang, esteve na quarta (13), visitando imóveis na região e também em reunião com o secretário de Governo de Canela, Paulo Tomasini.

A presença de Hang na cidade mostra que Canela é a preferência para a instalação da loja e que sua localização seria na ERS 235, próxima à divisa com Gramado.

No passado, o projeto da Havan era instalação no prédio do Festival de Malhas, ao lado do parque temático Mundo A Vapor, porém a ideia foi rechaçada pelo comércio local e também pela polêmica do tamanho da réplica da Estátua da Liberdade, marca registrada da rede.

Nesta semana, o prédio foi novamente visitado por Hang.

Em conversa com a reportagem da Folha, Tomasini disse este assunto está apenas iniciando, porém, detalhes do projeto serão analisados futuramente.

Sobre a instalação da estátua, pivô do afastamento de Hang em 2015, Tomasini afirmou que “ninguém quer passar por cima de conselhos ou atravessar processos, mas que a instalação da Havan pode ser tratada como projeto especial”.

Perguntado se o empreendimento combina com o tipo de turismo e de crescimento econômico que a cidade deseja, o secretário disse “acreditar que a Havan não atrapalha e vem para somar”.

Imagina se a Havan se instala em Gramado, por exemplo? Iremos perder essa fonte de emprego e tributos e o público da região vai ir lá comprar na cidade vizinha”, justificou Tomasini.

No encontro entre o empreendedor e o secretário, Hang teria explicado a importância de uma loja da rede na Região das Hortênsias e solicitou que, se a empresa fechar negócio com o empreendimento canelense, que os projetos de instalações sejam tratados com agilidade no município.

Foto: Divulgação – Luciano Hang e Paulo Tomasini

ACIC vai consultar sócios

Questionada sobre a instalação da Havan, a ACIC (Associação Comercial e Industrial de Canela) respondeu que “entende a importância da instalação de mais uma grande empresa na nossa região. Faremos uma consulta aos sócios para que a maioria escolha a posição que a entidade deve tomar”.

Sindicomerciários

O presidente do Sindicato dos Comerciários da Região – Sindicomerciários, Clério Sander, diz que a única questão que envolve a instituição é o cumprimento da convenção coletiva, se ela for cumprida, não existem objeções trabalhistas legais.

“Como Instituição Sindical pouco podemos na questão de ser contra ou a favor, temos a convicção de que a vinda da Havan afetará, sim, o nosso pequeno comerciante”.

Sindilojas Hortênsias

Por e-mail, Guido Thiele, presidente da entidade, envia o seu posicionamento:

Como entidade representativa dos lojistas da Região das Hortênsias temos como missão defender e promover o desenvolvimento da categoria, com excelência em serviços, gerando benefícios e soluções para a classe, associados e sociedade.
Estamos vivenciando a chegada à região de lojas caracterizadas por sua atuação em grandes centros. Em primeiro momento a ideia talvez não ecoe bem aos empreendimentos locais existentes. Mas não há como coibir a instalação de um empreendimento se este estiver sendo viabilizado de forma legal. 
Com certeza a instalação de uma loja, de uma grande rede, faz gerar uma maior movimentação do comércio local. A concorrência e a necessidade de aprimorar o negócio aumentam. Junto disso temos que registrar outro fator importante, a geração de oportunidades de trabalho para profissionais da região. 
O interessante é cada empreendedor analisar o cenário e se adaptar a ele.