Início Institucional Jornal impresso: prazer que resiste com o passar do tempo

Jornal impresso: prazer que resiste com o passar do tempo

Foto: Francisco Rocha - Ao longo de sete anos, a Folha de Canela se preocupou em trazer jornalismo de qualidade para seus leitores, criando produtos e com foco na distribuição gratuita
Continua depois da publicidade

Folha, 7 anos. Jornalismo é um ofício em constante transformação

Exatamente agora, a Lourdes Nardi ou seu Afonso Rech, entre milhares de leitores, devem estar lendo essa página. Daqui a pouco, vão ler também a coluna 360 Graus, de Francisco Rocha, a Stories da Rê Willrich, as matérias do Filipe Rocha, a charge do Martins, a Pirulito e Chiclete da Bethy Schons, além das colunas do Luiz Antônio Alves, Fabiano Hanel dos Santos, da Noeli Stopassola Soares ou da Melissa Rossi Ruphental.
Vão se se admirar com o desenho de cada página e entender o quão importante é o trabalho do Sérgio Rocha.
Esta tem sido a missão da Folha há sete anos, entrar na casa dos leitores, toda semana, com informação de qualidade, com o foco no desenvolvimento de Canela e da região que carregamos no nome, como fosse uma marca indelével de nosso compromisso para com o pedaço de chão que trabalhamos.
Nestes anos, contamos com o empenho de tanta gente anônima que diariamente emprestou muita energia para fazer o jornal circular. Foram, estagiárias, recepcionista, diagramadores, comerciais, entregadores, enfim, dezenas de pessoas que trabalharam com seriedade, dignidade, responsabilidade acima de tudo.
Sabemos, nem sempre as histórias publicadas agradam. Mas, quem disse que a sociedade é feita apenas de boas ideias? Muitas vezes, algo precisa ser mostrado se sonhamos em um dia ver nossa sociedade um pouco melhor e a Folha tem feito, rigorosamente, um esforço gigantesco neste sentido: de ajudar a construir uma sociedade melhor.
No final de 2018, a Folha de Canela deu um passo definitivo na direção de se tornar um veículo popular e conectar ainda mais a comunidade: a distribuição gratuita.
Hoje, são 2000 exemplares impressos distribuídos gratuitamente em Canela e Gramado. Em alguns locais onde o leitor pode retirar seu exemplar, as edições esgotam antes do final da manhã. Tal cenário nos mostrou o acerto da decisão e dá a certeza que ainda existe espaço para o jornal impresso, um prazer que, com o passar do tempo, ainda resiste à tecnologia.

As mudanças
Mas, por surgir em período de mudança na comunicação, a Folha nasceu uma espécie de veículo de comunicação híbrido, com a presença do impresso, mas a alma digital.
Nos últimos anos, temos comemorado nosso aniversário com modificações que tornam o layout mais bonito. Mas, no sétimo aniversário de nosso periódico está sendo comemorado de uma forma diferente: com o lançamento da Folha de Canela On-line.
Seguindo uma tendência mundial de agregação de diferentes mídias, a Folha On-line traz uma versão em PDF do jornal impresso, afinal, a experiência de muitas publicações brasileiras e internacionais indica que, ao contrário do que imagina o senso comum, as plataformas são complementares, não concorrentes. “O jornal on-line confere agilidade e interatividade ao jornal impresso sem que este tenha de abrir mão de sua profundidade”, esclarece Francisco Rocha, diretor da Folha de Canela.
No fim, quem ganha é o leitor: mais informação, mais participação e uma Folha de Canela sempre relevante.