Início Nova Petrópolis Postes serão deslocados devido às obras da rótula na ERS-235

Postes serão deslocados devido às obras da rótula na ERS-235

Continua depois da publicidade

Prefeitura de Nova Petrópolis garantiu celeridade ao processo

A Prefeitura de Nova Petrópolis, por meio da Secretaria Municipal de Planejamento, Coordenação, Trânsito e Habitação, tranquiliza a comunidade local e visitantes sobre a retirada do poste que está em meio à obra da rótula de acesso ao Bairro Pousada da Neve na rodovia estadual ERS-235 e afirma que não haverá liberação do trânsito enquanto o poste permanecer sobre a via. Até a retirada do poste, os veículos permanecem passando pelo desvio.

Segundo o secretário adjunto de Planejamento, Coordenação, Trânsito e Habitação, Fábio Müller, trata-se de uma obra de responsabilidade do Estado, contratada pela EGR – Empresa Gaúcha de Rodovias, por meio da Licitação 012/2018, em que os trâmites relativos à obra são de responsabilidade da EGR. “Esta obra exige o deslocamento de seis postes. A Empresa Gaúcha de Rodovias solicitou a retirada dos mesmos à RGE – Rio Grande Energia no mês de julho e pagou o boleto referente ao serviço no dia 2 de agosto. A RGE deu a previsão à EGR de concluir este trabalho até o dia 25 de agosto”, disse.

No dia 15 de julho, em uma reunião no local da obra, com representantes da Empreiteira Dobil e da RGE, o prefeito de Nova Petrópolis, Regis Luiz Hahn, interviu solicitando celeridade ao processo de deslocamento dos postes para que a obra tenha continuidade. “Enquanto o poste permanecer sobre a via, o trânsito não será liberado e a obra permanece paralisada. É necessário retirar o poste para fazer a 2ª metade da pista”, explicou Müller.

De acordo com o secretário adjunto, a substituição dos postes será realizada em um ponto crítico, que atende mais de 6 mil consumidores de energia elétrica e telecomunicações, além de possuir fibras ópticas que atendem Nova Petrópolis, Gramado e Canela. “Por isso, a Prefeitura Municipal interviu no processo solicitando celeridade e conseguiu reduzir consideravelmente a espera. Para que todos entendam como funciona: pede-se a retirada de um poste na RGE; ela tem 30 dias para fazer o projeto; emite o boleto, quando é o caso; após o pagamento da cobrança, a RGE tem 150 dias para executar a obra”, detalhou Müller, ao salientar que após a intervenção do Município, a RGE concluiu o projeto em 15 dias e prevê a execução do trabalho de deslocamento dos postes até 25 de agosto.

Foto: Divulgação