Início Canela Semana Farroupilha no Centro de Canela é aprovada por comunidade e turistas

Semana Farroupilha no Centro de Canela é aprovada por comunidade e turistas

Continua depois da publicidade

Desfile Farroupilha, show com Pepeu Gonçalves e apresentação de danças tomaram conta do Centro no dia 22 

Proporcionar um evento inclusivo, de modo a permitir a interação entre comunidade, tradicionalistas e visitantes. Para muitas pessoas da comunidade e visitantes, o sucesso da Semana Farroupilha de Canela, que aconteceu de 13 a 20 de setembro, se deu graças a uma programação variada e com a maior parte das atrações na região central.

22_09_2019_Semana Farroupilha Canela_ Desfile Farroupilha. Foto Rafael Cavalli/SerraPress

Para o empresário Ditmar Bellmann, um dos apoiadores da programação pelo Hotel Pousada Blumenberg, a Semana Farroupilha deste ano representou um formato inovador. “A repercussão foi ótima. O evento, antes num formato muito restrito, abriu-se à comunidade com uma programação organizada e de fácil acesso.”

Para o presidente do grupo Os Tapejaras, Alessandro de Oliveira, o evento serviu para aproximar pessoas de todas as classes. O grupo, inclusive, foi responsável por um espaço temático que encantou comunidade e visitantes no Espaço Canela Rural. O ambiente reproduziu uma antiga casa de estância e recebeu inúmeros visitantes.

22_09_2019_Semana Farroupilha Canela_ Estacao Campos de Canella – Invernada do CTG Querencia. Foto Rafael Cavalli/SerraPress

O Espaço Canela Rural, no Centro de Feiras, contou com espaço gastronômico e mesclou atrações com artistas renomados e locais que acresceram qualidade junto a integrantes de diversos grupos de dança. “Tudo envolveu a comunidade. Víamos, além de turistas de vários estados, canelenses que comumente não participam de eventos gaúchos que estavam integrados aos tradicionalistas”, comenta o prefeito Constantino Orsolin. “É lá onde está a população, é lá onde estão os turistas. O Centro é o coração pulsante da cidade”, completa.

No 20 de Setembro, Dia do Gaúcho, devido ao mau tempo foram mantidos somente a solenidade de encerramento e o show-baile de encerramento com Os Tiranos. Já o restante da programação foi cumprido no domingo (22), com o Desfile Farroupilha e show com Pepeu Gonçalves e apresentação de danças do CTG Querência e do grupo Os Tapejaras na Estação Campos de Canella, que coroou uma programação concentrada na região central. A transferência da programação se deu neste espírito de proporcionar que muitas pessoas participassem e se integrassem aos cavalarianos, que realizaram o Desfile Farroupilha e foram muito aplaudidos.

“Canela tem no tradicionalismo uma das riquezas de sua gente. Temos que fomentar isso ainda mais nas escolas e mostrar essa nossa cultura aos visitantes, convidando os canelenses a participar cada vez mais”, entende o prefeito. “Um dos motivos para o Município assumir a Semana Farroupilha de Canela é valorizar a cultura regionalista de Canela, construída muito em cima das tradições, e mostrá-la como expoente da nossa gente, como produto turístico aos visitantes. Quem vem do Rio de Janeiro quer ver também os gaúchos”, justifica o secretário municipal de Turismo e Cultura Ângelo Sanches,

FOMENTO DA CULTURA

“A Semana Farroupilha não pode ser apenas shows e bailes. Tem que ter o fomento da cultura, e isso se faz muito fortemente nas escolas”, entende o coordenador da Semana Farroupilha, Márcio Cavalli. Segundo ele, Canela tem obtido êxito com uma programação diferenciada nesse sentido, pois leva cultura desde a educação infantil ao ensino superior, como no caso do Fórum sobre Cultura Gaúcha.

Escolas municipais, estaduais e particulares receberam oficinas que versavam sobre encilhar um cavalo a preparar iguarias do gaúcho, assim como uma série de palestras a cargo de voluntários. Além disso, os estudantes participaram das sessões do filme “Os Senhores da Guerra” e do teatro “Fábulas do Sul”, no auditório da UCS Hortênsias. Somente nessas atrações, foram envolvidos mais de 1.600 estudantes da educação infantil ao ensino médio.

Se forem somados os que se envolveram nos torneios de vaca-parada e no 1º Estudantchê e na 1ª Mostra Cultural, o número de atingidos – ambas atividades organizadas pelo CTG Querência e pela Secretaria de Educação, Esporte e Lazer. Só aí, o número de crianças e jovens atingidos aumenta consideravelmente.

Fotos: Rafael Cavalli