Início Meio Ambiente Prefeitura e Corsan anunciam instalação de quatro novas ETEs em Canela

Prefeitura e Corsan anunciam instalação de quatro novas ETEs em Canela

Reunião entre Prefeitura e Corsan Foto: Rafael Zimmermann
Continua depois da publicidade

Durante reunião realizada na tarde desta sexta (11), na Prefeitura de Canela, contando com a participação de lideranças do Poder Executivo da Corsan – Companhia Riograndense de Saneamento, foi anunciada a implantação de quatro novas Estações de Tratamento de Esgoto (ETE’s). Estiveram presentes no encontro o prefeito Constantino Orsolin, o secretário de Meio Ambiente, Urbanismo e Mobilidade Urbana, Jackson Müller, o secretário Adjunto da pasta, David Keller, o secretário de Obras, Serviços Urbanos e Agricultura, Luiz Cláudio da Silva, além do diretor de Expansão da Corsan, Eduardo Carvalho e outros representantes da companhia.
O investimento será possível por meio de uma parceria entre a Prefeitura e a Corsan, com o objetivo de atender as necessidades e demandas do município no que se refere ao tratamento de esgoto. Os equipamentos estavam sendo utilizados na cidade de Alvorada e deverão ser reinstalados em Canela nos próximos meses.

“É uma ação que vai impactar diretamente na qualidade de vida da população canelense, já que atualmente apenas cerca de 13% do esgoto da cidade é tratado de forma correta. Mas com estas quatro novas ETE’s, projetamos atingir a marca de 50% de tratamento de todo esgoto gerado em Canela”, analisa o secretário Jackson Müller.

Regionalizar o tratamento
Na próxima semana uma comitiva com representantes da Prefeitura e da Corsan percorrerá a cidade para executar um diagnóstico e definir os locais e as regiões do município que devem receber as ETE’s. O secretário Jackson Müller adianta que a intenção é “regionalizar e automatizar o serviço de tratamento de esgoto, além de gerar economia para os cofres públicos, vamos priorizar as regiões que possuem demandas reprimidas e aquelas que estão recebendo novos empreendimentos”, destaca Jackson.
O secretário ressalta que as quatro novas estações possuem capacidade para atender uma população de 20 mil habitantes. “Canela está vivendo um momento de pujança econômica e estas Estações de Tratamento serão alternativas para os empreendedores que estão investindo no município. É o exemplo de que o Poder Público e a iniciativa privada devem andar de mãos dadas em prol do desenvolvimento”, disse o prefeito Constantino Orsolin.

Ampliação da rede

A reportagem da Folha questionou o secretário Jackson Muller quanto ao uso das novas ETEs e o mesmo afirmou que deve acontecer uma ampliação da rede coletora de esgoto cloacal na cidade.

As estações, do tipo lodo ativado, deverão tratar o que as demais não tratam. A contrapartida do Município de Canela será, basicamente, definir os novos locais e auxiliar na instalação.

Estações modulares

As estações que virão para Canela são modulares, feitas de alumínio e funcionam com lodo ativado. No complexo que aparece nesta foto, estão duas das ETEs que serão instaladas na cidade.

Foto: Reprodução