Início Cidade Rastejantes e nojentas, as lesmas aparecem mais neste período, de calor e...

Rastejantes e nojentas, as lesmas aparecem mais neste período, de calor e chuvas

Continua depois da publicidade

Tem lesma aí na sua casa?

Conversando com moradores de Canela, a reportagem da Folha constatou que muitos têm uma reclamação em comum, a frequente presença de lesmas, inclusive dentro das casas.

O período em que elas mais aparecem é entre setembro em outubro, mas, neste caso, nas regiões onde tem muita lavoura, sendo inclusive consideradas pragas.

Na cidade, elas causam mais sujeira do que outra coisa. Neste período de calor e chuvas eles realizam o acasalamento e são vistas com mais frequência.

Segundo o secretário Municipal de Meio Ambiente de Canela, o biólogo Jackson Muller, em nossa região existem mais de 30 espécies nativas deste molusco, que tem se adaptado a cidade e encontrado boas condições de sobrevivência, como comida em abundância e praticamente nenhum predador.

Com isso é comum serem encontradas em garagens, lavanderias, cozinhas e outros locais. Jackson afirma que não são animais que oferecem riscos à população, pois não possuem nenhum tipo de veneno, ao contrário de outros animais que têm invadido as cidades, como cobras e aranhas. “O ideal é a retirada manual da lesma, sei que as pessoas têm um pouco de repulsa ao animal, pela sujeira que ela deixa, mas ela não causa nenhum mal à saúde”.

Segundo o secretário, não se trata de uma infestação, mas, uma presença mais constante pela busca de alimento no período da reprodução.

Fotos: Reprodução