Início 360 Graus Síndrome de ano eleitoral

Síndrome de ano eleitoral

Continua depois da publicidade

A política canelense apresenta sintomas graves de ano eleitoral.

Com as redes sociais, então, a coisa se agrava, todo mundo tem voz, apesar de não decidir nem a cor da cueca que vai usar.

Os sintomas incluem explosões repentinas, surtos de raiva e sensação de grandeza. Os mais silenciosos, porém não menos prejudiciais, incluem postagens em obras públicas querendo aparecer.

Causas

As causas podem ser dos mais diversos tipos, as mais comuns são a vontade de querer parecer mais forte do que é ou uma ansiedade fortíssima junto ao medo de perder a teta… O desmame abrupto pode ser traumático e causar efeitos físicos e psicológicos, em quem perde a teta pode até dar febre, no portador da teta, pode até atrasar a menstruação. O causo é sério e um acompanhamento é bem adequado.

A cura

Bom depende, existem casos que têm cura, outros não, mas o certo é que os sintomas tendem a piorar durante a entrada do segundo semestre e desaparecem logo após o início de outubro.

Em alguns, a síndrome pode se transformar em uma sensação de alívio, em outros de profunda decepção. Já em outros, os surtos de raiva e sensação de grandeza podem não passar, pois, com qualquer resultado, já estão incorporados na personalidade.