Início Canela Canela projeta retomada das aulas seguindo orientações do Governo do Estado

Canela projeta retomada das aulas seguindo orientações do Governo do Estado

Servidores da Educação trabalham na confecção de máscaras para os alunos Foto: Rafael Zimmermann
Continua depois da publicidade

Ao longo do mês de junho atividades escolares seguem remotas. Em julho retorno pode ocorrer de forma gradativa!

O Governo do Estado do Rio Grande do Sul elaborou e divulgou nesta semana um plano de retomada das aulas nas redes pública e privada de diversos níveis de ensino. O retorno das atividades será de forma gradual, dividido por etapas, nas quais municípios e instituições de ensino deverão seguir uma série de recomendações estipuladas por protocolos. Para esclarecer alguns temas para a população e a comunidade escolar o prefeito Constantino Orsolin e o secretário de Educação, Gilberto Tegner, participaram de uma live em uma rede social da Prefeitura na noite de quinta-feira (29), oportunidade em que projetaram como ocorrerá o processo em Canela.

No mês de junho a primeira etapa do plano prevê que as atividades escolares sigam sendo realizadas apenas por meio do ensino remoto, onde professores disponibilizam conteúdos de forma on-line. A Secretaria de Educação de Canela também possibilita que pais ou responsáveis busquem as tarefas diretamente nas escolas municipais, caso essa seja uma preferência ou o aluno tenha dificuldade de acesso à internet. “Este trabalho já vem sendo desenvolvido aqui em Canela e aproveito para parabenizar a dedicação e o empenho dos nossos professores que estão mantendo o vínculo, a rotina e a qualidade da educação”, comenta o secretário Gilberto Tegner.

Já para a segunda etapa, cujo início será em 15 de junho, estão previstas atividades de Ensino Superior, Pós-Graduação e Ensino Técnico Subsequente. A retomada será restrita ao estágio curricular obrigatório e às atividades práticas de ensino essenciais à conclusão de cursos, de pesquisa e em laboratórios.

RETORNO NAS REDES PÚBLICA E PRIVADA

A partir de julho o retorno nas escolas públicas e privadas poderá começar a acontecer de forma gradual, respeitando uma série de recomendações. O anúncio desta medida, caso o cenário atual da pandemia no Rio Grande do Sul seja mantido, será feito pelo governador do Estado, Eduardo Leite, no próximo dia 15 de junho. Um novo decreto estadual determinará quais turmas e faixas etárias de estudantes poderão regressar as salas de aulas.

O secretário de Educação de Canela, Gilberto Tegner, projeta que as salas de aulas deverão ter ocupação máxima de 50% e que será realizado um revezamento entre os estudantes nas aulas presenciais. O transporte escolar também terá sua capacidade reduzida, conforme orientações do novo decreto estadual.

É importante deixarmos claro que os estudantes que integram o grupo de risco não precisarão frequentar as aulas. Aqueles pais ou responsáveis que optarem por não levar os filhos na escola também não serão obrigados, mas deverão se responsabilizar pelas tarefas e atividades remotas”, alerta o secretário Gilberto Tegner.

PROTOCOLOS A SEREM SEGUIDOS

O Governo do Estado divulgou recentemente uma cartilha contendo ‘Modelos Orientadores de Protocolos’ a serem seguidos por municípios e instituições de ensino. Os protocolos envolvem regras de gestão, higienização pessoal, entrada/saída de alunos, distanciamento, instalações, desinfecção, alimentação/cantinas, ensino e transporte. “É o momento de cada um assumir as suas responsabilidades! Nós, como poder público, teremos mais cerca de 30 dias para deixar tudo organizado para receber os estudantes caso isso seja autorizado pelo Estado. As escolas municipais serão higienizadas com maior frequência e esperamos que todos os alunos cheguem nas escolas de máscara. Sem máscara, não entrará na escola”, adianta o prefeito Constantino Orsolin, lembrando que a Secretaria de Educação disponibilizará duas máscaras para cada estudante. “Nossa preocupação maior é com a vida destas crianças e jovens”, afirma o prefeito.
Conforme o secretário Gilberto Tegner, caso algum aluno venha a apresentar sintomas da Covid-19 ao ingressar na escola, como febre, por exemplo, será imediatamente encaminhado para a tenda do Hospital de Caridade de Canela (HCC).

FERRAMENTA CANELA EDUCA

Para facilitar e agilizar o trabalho remoto dos estudantes da Rede Municipal de Ensino neste período de pandemia a Prefeitura de Canela disponibilizou uma ferramenta no endereço eletrônico http://canelaeduca.com.br . No site é possível retirar as atividades escolares repassadas pelos professores, sem a necessidade de deslocamento até as escolas.