Início 360 Graus No que você prefere acreditar?

No que você prefere acreditar?

https://www.telegraph.co.uk/news/2020/05/23/lockdown-saved-no-lives-may-have-cost-nobel-prize-winner-believes/
Continua depois da publicidade

O bioquímico e biofísico britânico Michael Levitt afirmou ao jornal The Telegraph, no sábado (23), que o lockdown imposto no Reino Unido pode não ter salvado vidas e até ter custado mais do que outras medidas.

Segundo o jornal, Levitt, professor da Universidade de Stanford e vencedor do Nobel de Química em 2013, disse que “não há dúvida de que você pode parar uma epidemia com um lockdown, mas é uma arma muito contundente e medieval, e a epidemia poderia ter sido interrompida com a mesma eficácia com outras medidas sensatas (como máscaras e outras formas de distanciamento social)”.

“O problema com os epidemiologistas é que eles acham que o trabalho deles é amedrontar as pessoas. Então você diz ‘haverá um milhão de mortes’ e quando existem apenas 25 mil você diz ‘é bom que você tenha escutado meu conselho'”, afirmou.

Qualquer semelhança com as políticas públicas implantadas no Brasil é mera coincidência.

E antes que algum amedrontado venha com papo de fake news, ou até desejando a morte de um familiar meu, como aconteceu com a coluna da semana passada, clica no link aí e leia a matéria original.

https://www.telegraph.co.uk/news/2020/05/23/lockdown-saved-no-lives-may-have-cost-nobel-prize-winner-believes/