Início 360 Graus Nova ETE Santa Terezinha em Canela será modelo no tratamento de esgoto

Nova ETE Santa Terezinha em Canela será modelo no tratamento de esgoto

Fotos: Divulgação
Continua depois da publicidade

Construção impressiona e utilizará tecnologia de ponta contra a poluição

FRANCISCO ROCHA
[email protected]

A reportagem da Folha foi convidada para acompanhar uma visita técnica para fiscalizar as obras da Estação de Tratamento de Esgotos (ETE) Santa Terezinha, em Canela, que ocorreu nesta quinta-feira (23). Participaram da visita o diretor de Expansão da Corsan, Julio Hofer, e o secretário municipal de Meio Ambiente, Urbanismo e Mobilidade Urbana, Jackson Müller, além de técnicos da Companhia e da Prefeitura.

RECEBA AS NOTÍCIAS DO PORTAL DA FOLHA GRATUITAMENTE NO SEU WHATSAPP!

Vídeo: Francisco Rocha

A nova estrutura impressiona, não apenas pelo tamanho, mas também pelo modelo de trabalho que será implantado. Segundo o diretor de expansão da Corsan, Julio Hofer, a ETE vai operar com tecnologia de ponta. “Será uma das mais modernas do país. O empreendimento está alinhado às políticas do município, que se preocupa com os cuidados ambientais, e resgata um compromisso da Corsan com Canela, elevando o tratamento de esgoto a um novo patamar na cidade”. O diretor destacou também que a execução dos trabalhos está adiantada em relação ao seu cronograma. Iniciada em 2019, a obra tem prazo para ficar pronta até agosto de 2021, mas deve iniciar o funcionamento até dezembro deste ano, sendo uma das primeiras deste novo modelo a começar a operação no RS.

Estrutura promete o que há de mais moderno no tratamento de efluentes

Compromisso assumido

Julio Hofer afirmou que tem ciência sobre a desconfiança da comunidade canelense com a Corsan. “Por muito tempo a Corsan veio em Canela e prometeu obras que não saíram do papel. Isso nos era dito a cada visita feita à cidade. Fico feliz que agora, com essa nova ETE, mostramos que vivemos um momento diferente da Corsan, onde o que é projetado é realizado”.

O secretário de Meio Ambiente de Canela, Jackson Muller, destacou o momento que a cidade vive com relação ao saneamento básico, com a nova ETE Santa Terezinha e com os trabalhos avançados nas estações da Vila Miná e do Chacrão.

“Queremos realmente limpar nossos arroios e rios. Queremos que a comunidade canelense tenho orgulho do seu slogan Canela Paixão Natural. Esta estação, que antes era motivo de vergonha, agora será um modelo”, afirmou Jackson, destacando ainda a parceria da Prefeitura de Canela com o Ministério Público e a Delegacia de Polícia de Canela em ações anteriores que visavam minimizar o impacto ambiental causado pelo esgoto cloacal na cidade.

A reportagem da Folha acompanhou a vistoria
Foto: Francisco Rocha

Como será a nova ETE

A vistoria foi acompanhada pelas engenheiras Barbara Boesing dos Santos, da empresa contratada para execução da obra, a Fast, e Caroline Ramos, da Corsan.

Elas explicaram o funcionamento da estação que vai ampliar em quatro vezes a capacidade de tratamento do esgoto, utilizando procedimentos automatizados e modernos.

No valor de R$ 24.497.450,00, o investimento inclui o fornecimento, construção, instalação e operação assistida de ETE pré-fabricada compacta. A estação terá capacidade de tratar 90 litros por segundo (l/s), por meio de dois módulos de 45 l/s cada. Vai operar com o sistema de tratamento terciário e ter eficiência de remoção de DBO (Demanda Biológica de Oxigênio, ou seja, quantidade de oxigênio consumido na degradação da matéria orgânica) superior a 90%.

Assim que a nova estrutura entrar em operação, a antiga, ao fundo, será desativada
Foto: Francisco Rocha

A ETE tratará os esgotos da região que compreende a bacia do arroio Santa Terezinha, que é um dos afluentes do arroio Caracol. A região aqui tratada compreende parte do centro da cidade, Vila Suzana e arredores do bairro Celulose.

Pela Corsan, também estiveram presentes a superintendente de Relações Institucionais, Samanta Takimi, o gestor da Unidade de Saneamento Especial das Hortênsias, Lutero Cassol, o gestor do Departamento de Obras da região Nordeste, Bruno Mariot, e equipe técnica.

Nova ETE Santa Terezinha teve o investimento de R$ 24.497.450,00