Canela,

16 de julho de 2024

Anuncie

Previsão do tempo é de temperaturas negativas com geada e possibilidade de neve nos próximos dias

Compartilhe:

Defesa Civil Nacional alerta para frio intenso a partir desta quarta. Frente fria vai derrubar as temperaturas até sábado (20) e perderá força no domingo
 

A Defesa Civil Nacional alerta para uma nova frente fria, desta quarta-feira (17) até o próximo sábado (20).  A entrada dos ventos frios de uma intensa massa de ar polar pode causar a queda acentuada nas temperaturas no Rio Grande do Sul. Por isso, existe a possibilidade de ocorrência de algum fenômeno invernal como, por exemplo, geada, neve ou chuva congelada. O risco é maior nas serras gaúcha e catarinense. 

Segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a onda de frio perderá força a partir de domingo (21).

No Rio Grande do Sul e em Santa Catarina, a temperatura pode cair cerca de 10°C. Na madrugada de sexta-feira (19), há possibilidade de neve. Entre sexta e sábado (20), as temperaturas mínimas previstas para a cidade de Porto Alegre vão variar entre 1°C e 5°C. Na Serra Gaúcha a previsão é de temperaturas negativas, podendo atingir – 3°C.
No sábado, a previsão é de geada de intensidade moderada. No domingo, a frente fria começa a perder força, mas parte do Sul do Brasil ainda continua com previsão de geadas.


Recomendações
Diante das previsões, a Defesa Civil Nacional recomenda que as defesas civis estaduais e municipais adotem as ações de preparação cabíveis e reforcem a divulgação de informações para alertar a população, visando a adoção de medidas de autoproteção.


Cuidados especiais

O período exige uma atenção especial com a população mais vulnerável, como enfermos, moradores de rua, idosos e crianças. É essencial manter-se bem agasalhado, beber bastante água, evitar locais fechados e de grande circulação de pessoas e fazer a higiene frequente das mãos.

Essas medidas são de grande importância na prevenção de gripe, resfriados, pneumonia e demais doenças respiratórias.

É preciso manter ainda mais cuidado com crianças e idosos, que são mais suscetíveis às doenças agravadas pelo frio. Nas noites com temperaturas mais baixas, recomenda-se, também, abrigar animais domésticos.