Canela,

18 de maio de 2024

Anuncie

Chico

360 GRAUS

Francisco Rocha

Reforma Administrativa: Governo pede adiamento da votação do projeto na Câmara

Compartilhe:

PLC cria 85 novos cargos de CCs e muda estrutura da Prefeitura com aumento de salários. Política canelense repete velhas práticas que desrespeitam quem tem mais de dois neurônios

O PLC – Projeto de Lei complementar 04/2022, também chamado de Reforma Administrativa, teve sua votação adiada na Câmara Vereadores de Canela, a pedido do líder de Governo, vereador Roberto Danany.

O fato, apesar de inusitado, se deveu ao temor de que, se fosse votado, seria rejeitado, na sessão desta segunda (29), na qual o vereador Jone Wulff (PDT), pediu a inclusão do PLC para votação, mesmo sem parecer das comissões, pois o mesmo já havia esgoto o prazo para que fosse enviado a plenário.

RECEBA GRATUITAMENTE NOSSAS NOTÍCIAS NO SEU WHATSAPP

Na verdade, seria rejeitado mesmo, pois este tipo de projeto precisa ter seis votos favoráveis e nos projetos de lei complementar a presidente não vota.

As comissões agora ganham três semanas para fazerem seus pareceres e enviar o projeto a votação, porém, nestas mesmas três semanas, o Governo quer é trabalhar para reverter os votos contrários, que, na sessão de ontem, seriam de Jerônimo, Jone e Vellinho, do PDT, de Felipe Caputo, do PSDB, e de Jeferson Oliveira, do MDB.

O pedido de vistas, feito por Danany, é até brincadeira, pois ele, como líder de Governo, deve saber bem como é o projeto, até o defendeu em tribuna. É só para ganhar tempo mesmo.

Este tipo de prática, de protelar, de enrolar, de querer fazer passar ideias a fórceps, não deve mais ser admitido pela comunidade canelense. Infelizmente, nossa cidade ainda não é articulada o suficiente para cobrar do Legislativo e do Executivo que, ao menos, presumam que exista vida inteligente fora do passo municipal, quando eles pensam que é exatamente ao contrário.

Em tempo, já que gostam tanto de comparar com Gramado, é bom que os pensantes de Câmara e Prefeitura saibam que, também nesta segunda, a Câmara de Vereadores de Gramado votou e aprovou, de forma unânime, o PLO 070/22, que cria uma vaga de engenheiro orçamentista, objetivando suprir a demanda da Secretaria de Governança, devido a vários projetos existentes que tramitam na pasta.

RECEBA AS NOSSAS NOTÍCIAS AGORA TAMBÉM PELO TELEGRAM

A diferença é que lá essa vaga é para servidor efetivo, concursado. Aqui, seria CC, segundo o PLC 04/2022. Se alguém quer usar Gramado como justificativa, bom seria começar por fazer o básico bem feito. E, vale registar que Gramado possui 1490 servidores concursados.

Por fim, qualquer um com mais de dois neurônios sabe que aumento de cargos resultará em mais gastos públicos, pagos com suado dinheiro do nosso bolso, através dos impostos canelenses, que podem ser quaisquer coisa, menos baratos.