Canela,

17 de maio de 2024

Anuncie

São Francisco de Paula lança projeto “Um Milhão de Araucárias em 50 anos”

Compartilhe:

Crianças da rede municipal foram responsáveis por dar o pontapé no projeto com o plantio de 150 mudas de araucária em um bosque no Parque Natural Municipal da Ronda

A Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade de São Francisco de Paula lançou na tarde da última quarta (21) o ambicioso projeto “Um milhão de araucárias em 50 anos” que vai pagar um valor anual para que silvicultores plantem a espécie que está em Perigo Crítico de Extinção, segundo a União Internacional para a Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais (IUCN). Crianças da pré-escola da rede municipal foram as responsáveis pelo pontapé inicial no projeto com o plantio de 150 mudas no Bosque das Araucárias dentro do Parque Natural Municipal da Ronda.

RECEBA GRATUITAMENTE NOSSAS NOTÍCIAS NO SEU WHATSAPP

Na região dos Campos de Cima da Serra a araucária é responsável pelo contorno mais característico no horizonte. A paisagem típica, conversa com os bosques desta árvore que é considerada uma das mais antigas espécies vegetais existentes na Terra, datando 200 milhões de anos. O pinhão, fruto da araucária, também possui uma grande relevância cultural como insumo gastronômico em toda a região. Por isso, botar em prática um projeto para preservar e ampliar a área coberta com araucárias é tão importante para a preservação deste banco genético vegetal e para a proteção da cultura local que permeia a espécie. 

Parte importante da iniciativa é o subsídio anual, que será pago durante 10 anos, por unidade da espécie plantada. O projeto de lei, já enviado pelo Executivo para a Câmara de Vereadores e aguardando votação, regulamenta o pagamento anual de 7 reais por muda de araucária plantada. Os silvicultores também receberão certificação que viabilizará a exploração econômica de parte dessas árvores, com a colheita do pinhão e inclusive uso da madeira, reintegrando a espécie em um ciclo econômico e ainda assim sustentável. 

RECEBA AS NOSSAS NOTÍCIAS AGORA TAMBÉM PELO TELEGRAM

É o conceito “conservar pelo uso” que é defendido pelo pesquisador Ivar Wendling, da Embrapa Florestas. “Mesmo com árvores sendo cortadas para usar a madeira, por exemplo, o interesse pela espécie pode crescer tanto que, em pouco tempo, a espécie provavelmente não vai mais estar ameaçada de extinção”, acredita Wendling.

Michele Knob Koch, Secretária de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Município ainda destaca que projeto “Um milhão de araucárias” auxilia também no paisagismo e na proteção ambiental. “Pretendemos retirar o estigma de que a araucária só ocupa espaço”, afirma.