Canela,

20 de maio de 2024

Anuncie

Fê Brandão

EU VEJO VOCÊ

Fernanda Rosa Brandão

EU VEJO VOCÊ – Equilíbrio

Compartilhe:

A Educação Sistêmica segue as bases das Constelações Familiares, que na tradução quer dizer “colocar em ordem”. Seguindo as vivências e estudos de Bert Hellinger, os quais nossas posturas são geralmente inconscientes, existem três principais dinâmicas o qual chamou de Ordens do Amor. São elas Pertencimento, Hierarquia e Equilíbrio.

• Siga Fernanda Brandão no Instagram

Nas colunas anteriores falei sobre o Pertencimento e Hierarquia, agora sigo com o Equilíbrio.

O Equilíbrio nos ensina que toda relação precisa ter uma troca, essa troca equilibra-se entre o dar e o receber, funciona com a reciprocidade.

Quando dou demais, quem recebe se sente pequeno e incapaz de retribuir, muitas vezes esta relação acaba, pode ser relação de amizade ou amorosa.

Você já ouviu alguém te dizer que se separou do companheiro, que fazia de tudo pra ele… este foi o problema, quem recebe demais não se acha capaz de retribuir e muitas vezes vai embora e com raiva. Isso acontece em amizades também, muitas vezes estamos tão disponíveis pra pessoa que acabamos sufocando, ela vai embora e falando mal de nós.

Relação patrão e funcionário, a troca é o salário, pelas horas trabalhadas, os quais tem que estar claro quais são as obrigações a serem cumpridas durante as horas que estiver no local de trabalho.

Na escola a relação de troca entre professor e seu empregador é o salário e benefícios. Já o equilíbrio de troca entre professor e aluno não entra nesta regra, porque o aluno não tem como retribuir o tanto que recebe.

O mesmo ocorre na relação de pais e filhos, os filhos nunca vão equilibrar o que os pais deram que foi a vida, porém podem fazer algo de muito bom com sua vida, passar a vida adiante através de filhos ou projetos, assim estarão honrando seus pais.

Em tudo na vida deve existir este movimento de troca, onde equilibramos as relações. Numa consulta médica, terapêutica, cursos, o profissional nos passa seu conhecimento, onde investiu seu tempo e dinheiro, em troca pagamos pelo seu tempo. E o mais interessante é que realmente valorizamos muito mais quando investimos, do que quando ganhamos, pois não houve empenho e esforço para adquirir tal coisa.

Fique atento as suas relações, se estão balançadas, se tem muitos conflitos, perceba se está havendo esta troca, este equilíbrio.

• Leia mais de Fernanda Brandão

Como equilibrar as relações?

Não ajude se não for solicitado, não queira salvar ninguém, não queira cuidar de todos, você não precisa agradar a todos, seja você mesma porque quando você dá em excesso isso sufoca o outro. Permita-se receber também para que permaneça este equilíbrio e suas relações se tornem mais leves e andem para o mais. Quando o equilíbrio envolve dinheiro, que fique bem claro para ambas as partes, qual a entrega vai ser realizada.

E não esqueça EU VEJO VOCÊ.