Canela,

29 de fevereiro de 2024

Anuncie

Fê Brandão

EU VEJO VOCÊ

Fernanda Rosa Brandão

EU VEJO VOCÊ – Parede Branca

Compartilhe:

Precisamos falar do que ocorre na sala dos professores e também no ambiente escolar. Os rótulos, bullying e julgamentos aos quais nos referimos, ficam no inconsciente coletivo e são validados pelo comportamento da criança. Mesmo que ela tenha um comportamento diferente, ela já foi rotulada, tachada com aquilo de diferente que já fez algum dia.

Você conhece a história da parede branca?

• Siga Fernanda Brandão no Instagram

Nossa vida é uma parede branca e todos os dias fizemos coisas, atitudes e comportamentos os quais estão indo para a parede branca. No dia que fizemos algo “errado” perante as conclusões da sociedade, uma bolinha preta é colocada nesta parede branca. E quando olhamos esta parede branca, qual as bolinhas que enxergamos? As brancas das coisas “corretas” ou a preta das coisas “erradas”?

Isso ocorre exatamente assim no ambiente escolar, quando dizem “é a pior turma da escola”, “ fulano é assim por causa do pai”, “ não vou mudar de sala só por causa da fulana, que é deficiente”, “ não quero fulano como aluno”.

Cada palavra dita a respeito de um aluno, se torna uma bolinha preta na sua parede. E como é comum validar a criança pelo que é negativo ou por um diagnóstico, estamos sempre condenando sem dar ao menos uma nova chance. O rótulo, o julgamento, o olhar crítico pesa muito na vida de qualquer ser humano, mais ainda na vida de uma criança, que é um ser em constante construção. É preciso ter mais amor, acolhimento, inclusão e respeito com o ser que estamos ensinando e levando para o mundo. Na escola somos autoridade e exemplo, mesmo sem saber alguém sempre se inspira na nossa fala, nas nossas atitudes e nossos comportamentos.

No momento que escolho, decido trabalhar com as crianças, preciso ter claro que são seres em desenvolvimento constante que necessitam de exemplos e respeito. Professora faça a sua parte, mesmo quando não tem ninguém olhando. No que você é melhor? No que você se acha superior, que te coloca num lugar de julgar e se achar melhor que um ser em construção?

Todos estamos aqui neste mundo para aprender, evoluir e errar. A cada erro temos a chance de aprender e fazer cada dia melhor. Lembre que você já foi uma criança em construção e na sua época gostaria de ter tido alguém ao seu lado te olhando com amor, te inspirando e aceitando seus defeitos com amorosidade?

• Leia mais de Fernanda Brandão

Antes de julgar, rotular e ter um olhar crítico em relação a seus alunos, lembre que você já esteve neste lugar e como gostaria de ter sido tratada?

 Atividades simples como a dinâmica “Bonecos de Força” traz transformações incríveis ao convívio no dia a dia. Acompanha meu Insta que lá tem dicas e muito conteúdo pra você levar pra sua sala de aula e escola. Faça você a sua parte, se impactar um ser humano já valeu muito o esforço. E não esqueça EU VEJO VOCÊ.