Canela,

25 de maio de 2024

Anuncie

Fê Brandão

EU VEJO VOCÊ

Fernanda Rosa Brandão

EU VEJO VOCÊ – O que estamos fazendo com nossos filhos? O que estamos fazendo com nossos alunos?

Compartilhe:

Em uma reunião de pais e professores foi falado a respeito da presença dos pais na vida escolar dos filhos, pois sabemos da importância de ser ouvido, de ganhar um elogio, de escutar uma palavra de motivação.

Um dos pais após a fala dos professores pediu para falar e explicou que para sustentar a família trabalhava bastante, quando saía seu filho estava dormindo e quando retornava para casa ele também já estava dormindo. E toda vez que chegava dava um beijo no filho e fazia um nó na ponta do lençol, e quando saía dava outro beijo no filho. Quando o filho acordava via o nó na ponta do lençol e sabia que seu pai havia passado por ali quando chegava do trabalho. Ou seja, eles acharam uma forma de se comunicar, uma forma de amor, de presença, de estar presente.

• Siga Fernanda Brandão no Instagram

A coordenadora ficou curiosa e foi saber quem era seu filho, e para surpresa era o melhor aluno da escola.

Então vamos parar de dar desculpas, de se lamentar, de culpar a tudo e todos pelas nossas falhas. Podemos falhar como pais, como professoras, como humanos que somos, e também podemos fazer algo de bom com as nossas falhas. Transformar em combustível e criatividade todas as desculpas e culpas aos outros. Vou fazer o meu melhor todos os dias, sabendo que posso e vou falhar, porém a intenção em sempre fazer algo de bom é o que vai fazer a diferença.

Não é o presente e sim a presença. E esta presença pode ser de muitas formas, uma cartinha, um bilhete, um carinho, uma brincadeira…pense e coloque em prática algo com suas crianças, elas são incríveis e precisam de amor e atenção, como nós já precisamos um dia.

• Leia mais de Fernanda Brandão

Na Pedagogia Sistêmica colocamos em prática a convivência amorosa e respeitosa entre família, alunos e professores, porque sim o amor é a base de tudo. E quem não gosta de ser tratado com amor e atenção?

O aluno quando se sente pertencente a um sistema, ele cresce, ele se desenvolve, ele ama. E esses sistemas são os quais ele está inserido, família, escola, igreja, esporte, amigos e tantos outros.

Pense se você quando criança alguma vez sentiu a falta ou quis atenção dos seus pais e até mesmo dos professores, ou de alguém próximo que estava sempre por perto. Todos queremos ser vistos e ouvidos em algum momento, queremos opinião, um conselho, e com as crianças não é diferente.

Experimente fazer em sua turma na escola, uma tarde na semana, em que tragam brinquedos, jogos, tintas, uma tarde livre onde cada um pode fazer aquilo que gosta, dentro das opções entregues. Precisamos resgatar o simples para que as crianças percebam que existe vida criativa fora das telas e que esta vida não é apenas feita de competições e respostas certas e erradas determinadas por alguém. A vida é muito mais legal, alegre e amorosa, nós adultos precisamos mostrar isso a elas. Não esqueça EU VEJO VOCÊ!