Canela,

22 de junho de 2024

Anuncie

Fê Brandão

EU VEJO VOCÊ

Fernanda Rosa Brandão

EU VEJO VOCÊ – Um ano letivo diferente só depende de nós

Compartilhe:

Ao iniciar mais um ano, colocamos muitas expectativas e planos a serem realizados. Como vai ser o retorno a escola, os alunos, os colegas, a diretora e assim por diante. O que não se pode esquecer é que, para algo ser diferente, só depende de você. Não importa a cor da roupa que você usou na virada de ano, sua postura e suas atitudes é que vão definir os seus dias.

Se decidiu ser uma professora mais amorosa, paciente e positiva nos seus dias, a Pedagogia Sistêmica pode te ajudar nesta caminhada leve e divertida. Sim, as aulas podem ser de harmonia, fluindo e de aprendizado contínuo para todos, quando você olhar para sua origem com amor e honrando as raízes que te trouxeram até aqui. E o mesmo com seus alunos, no momento em que tiver respeito e aceitação aos pais, assim como são, imperfeitos e humanos, os dias passam de forma leve e tranquilos.

Quando você sabe e assume a força que tem e recebeu de seus pais, está no seu lugar e assim tudo caminha de forma certa com respeito. Quando os alunos percebem que os seus pais são bem vindos, e ambos, escola e pais podem seguir unidos por um mesmo propósito, assim conseguem respeitar a estrutura da escola.

• Siga Fernanda Brandão no Instagram

“Vocês podem confiar sua criança a mim, enquanto ela estiver na escola.”

Essa frase é o que todo pai e mãe quer escutar e sentir, ao deixar seus filhos na escola. Por que além de todos os desafios diários, saber que seus filhos estão em boas mãos, é como um quentinho no coração.

E pra você como um professor sistêmico, esta postura é muito fácil de assumir, do seu lugar de apenas a professora. Fazendo o seu dia a dia de ensinar, de estar ali ao lado de cada ser que lhe foi confiado, por boa parte do dia, algo de lindo e muito marcante positivamente para este ser em construção.

Quando olhamos para as crianças como seres que estão em construção, estão se descobrindo e absorvem tudo que presenciam, precisamos estar atentas e dar bons exemplos, no âmbito escolar. Deixar de lado os julgamentos e críticas aos pais, os quais são seres comuns e cheios de erros e defeitos como nós. E lembrar que somos tão imperfeitas como qualquer ser humano, porque o perfeito não existe, ou seja, todos os dias estamos na busca de sermos pessoas melhores e aprender cada vez mais.

Antes de julgar e criticar os pais, é preciso saber qual o motivo o fez agir desta forma, o que sentia, pelo que estava passando, e com esse olhar passamos apenas a cuidar no nosso aluno dentro da sala de aula, que é onde podemos contribuir de forma positiva.

Da mesma forma, em vez de criticar nossos pais, que nos deram a vida, lembrar que também já foram crianças e que em algum momento nossos avós, deixaram a desejar como pais. E olhar para nós mesmas e descobrir se estou sendo tão perfeita assim com meus filhos, a ponto de cobrar algo dos pais dos alunos.

Portanto, antes de apontar um dedo, lembre que quatro estão virados para você. E não esqueça: EU VEJO VOCÊ!

Por Fê Brandão / Pedagoga e Terapeuta / Educação Sistêmica