Canela,

14 de abril de 2024

Anuncie

Turistas estão gastando mais em Gramado e Canela, mas em menos atrações

Compartilhe:

Sócios da Planne, Jonathan Szablevski e Gregório Nardini.

Dados da Planne, startup que desenvolve soluções de e-commerce para cerca de 100 empresas de Gramado e Canela, revelam que os turistas gastaram mais nas duas cidades em 2022, porém, em menos atrações. No ano passado, 250 mil pessoas consumiram experiências através das plataformas criadas pela startup. O gasto médio em compras online neste período foi de R$ 411, enquanto que em 2021 foi de R$ 331.

RECEBA GRATUITAMENTE NOSSAS NOTÍCIAS NO SEU WHATSAPP

“Houve crescimento de mais de 24%, acima da inflação média do ano. Em 2022, o ticket médio por compra para parques foi de R$ 260, para restaurantes foi de R$ 299 e para restaurantes temáticos foi de R$ 605”, revela Gregório Nardini, CEO da Planne. Segundo Nardini, uma das razões para este crescimento de consumo foi o aumento no preço dos atrativos. “Percebemos também uma redução na quantidade de atrações que os turistas visitaram. Ou seja, eles gastaram mais, mas estão indo em menos atrações. Isso mostra que os consumidores adequaram o orçamento de viagens e tiveram que ser mais seletivos, optando por uma atração ou outra”, avalia.

Outro fator destacado por Nardini é o tempo de permanência na região. “Como a estadia nas cidades gira em torno de três a quatro dias, o turista precisa limitar opções de passeio, o que se reflete no crescimento de vendas em restaurantes temáticos. Essas atrações, que tiveram crescimento de 126% em vendas, juntam entretenimento com gastronomia e assim atraem os visitantes”, explica o gestor. Conforme o levantamento da Planne, julho foi o melhor mês de vendas na região, enquanto as vendas em dezembro ficaram 30% abaixo do esperado. Houve ainda uma diminuição nas compras antecipadas de ingressos e reservas em 2022.

Cerca de 25% dos clientes que compraram através das plataformas vieram do Rio Grande do Sul, principalmente de Porto Alegre e Região Metropolitana. Em segundo lugar está São Paulo, com 18%, seguido de Santa Catarina, com 9,64%. Os turistas das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste consumiram 20% a menos em 2022 comparado com 2021. “Essa queda provavelmente foi alavancada pelo aumento no preço das passagens aéreas, o que sinaliza a necessidade de rever estratégias. As empresas de truísmo da região poderiam, por exemplo, focar em mercados que estão vindo mais para cá, como São Paulo, que tem um gasto médio por visitante superior aos demais estados”, completa Nardini.

RECEBA AS NOSSAS NOTÍCIAS AGORA TAMBÉM PELO TELEGRAM

A Planne, sediada em Gramado (RS) e com equipe atuando em home office em vários estados, é uma plataforma de e-commerce de experiências, com foco na venda online e antecipada de reservas e ingressos para os segmentos de turismo, entretenimento e gastronomia.