Canela,

18 de abril de 2024

Anuncie

Fê Brandão

EU VEJO VOCÊ

Fernanda Rosa Brandão

EU VEJO VOCÊ – 16 de Fevereiro de 2023

Compartilhe:

A Educação Sistêmica busca um caminho amoroso, acolhedor, sem julgamentos, sem expectativas e sem pena. Ao ler tudo isso parece complexo, e vou partir do princípio de nos policiar, cuidar, estar presente a cada palavra que sai da nossa boca.

Sim as palavras tem poder de cura, recupera a paz, a autoestima, a autoconfiança e tantas outras coisas maravilhosas. E ao mesmo tempo tem poder de destruir, sonhos, planos, confiança e travar a vida.

Como estamos falando de crianças e adolescentes, podemos fazer um exercício de lembrar quando tínhamos esta idade, e alguém nos disse algo que nos deixou marcas boas, e a que deixou marca negativa.

Fazendo este exercício de relembrar, você pode se colocar no lugar de seu aluno, quando você é dura, usa palavras agressivas e desmotiva em algum momento. Cuide com suas palavras para que sejam amorosas e de acolhimento.

Quem não gosta de receber atenção, carinho, amor e ser acolhida quando está num momento de insegurança, de desafio, de tristeza? Se pergunte se gostaria de ouvir, aquilo que você vai falar ao seu aluno.

A Educação Sistêmica usa algumas frases de acolhimento que podem ser repetidas ou falar de acordo com o seu sentir. Porém só vai ter efeito se forem faladas com verdade, amor e acolhimento.

Quando uma criança chora muito e não se adapta na escola, podemos dizer a ela “eu vejo você”, “aqui você é bem vinda”, “eu olho para onde você olha”, “eu vejo a sua tristeza”, e pode observar como ela vai ficar. Sem expectativas de um resultado imediato, apenas fazer de coração aberto e não ter julgamento a respeito dos pais, que devem estar no seu coração e que cada criança tem a família perfeita pra si.

• Siga Fernanda Brandão no Instagram

Palavras de acolhimento podem ser usadas todos os dias, quando vamos propor uma atividade onde todos são incluídos, podemos contar um pouco da nossa história, deixar que as crianças falem sobre suas vidas também. São palavras que entram pelo ouvido de forma tranquila, amorosa, alegre e suave.

Outra forma de aproximar as crianças é falar sobre nossas vulnerabilidades, quando não estou muito bem, falar porque estou assim, eles vão perceber que a professora é real como eles e seus pais. Quando está irritada, sair para respirar, tomar uma água, e avisar porque está saindo. Essas atitudes permitem que a criança perceba que pode sentir, que pode expor também o que sente, porque muitas vezes não somos permitidos sentir, falar e viver o que estamos sentindo.

Lembre que palavras gentis são importantes em qualquer lugar e qualquer momento. E no ambiente escolar é essencial para que todos se sintam vistos.

Experimente falar aos seus colegas de trabalho, palavras gentis, lembre-se que tudo que dou, recebo de volta. “Eu honro a sua história”, “ eu honro quem chegou primeiro”, “ eu honro a sua experiência”, essas falas ou apenas pensamentos nos aproximam e fazem com que o dia a dia fique mais leve. Te convido a experimentar. E não esqueça: EU VEJO VOCÊ!