Canela,

21 de maio de 2024

Anuncie

CABANAS: Administração apresenta proposta para que artesãos fiquem na Praça João Corrêa

Compartilhe:

Foto: Rafael Zimmermann.

Pré-projeto da nova estrutura conta com 16 casinhas de artesanato, sendo que cada uma terá 12m² de área construída

A Administração Municipal de Canela, por meio do secretário de Obras, Marcelo Savi, convocou uma reunião com a Associação Canelense dos Artesãos, com o objetivo de buscar um acordo em relação ao espaço ocupado pelo grupo para o comércio de seus produtos. O encontro ocorreu na manhã de segunda-feira (6), no Gabinete do prefeito Constantino Orsolin, contando com a presença da presidente da entidade, Juliana Graziola e outros oito membros da associação. O tema está em pauta em virtude da área da Casa de Pedra, onde ficam localizadas as cabanas de artesanato, ser um dos equipamentos públicos no qual a Administração Municipal busca viabilizar uma parceria público/privada para sua concessão, seguindo modelo semelhante ao realizado na antiga estação do trem.

RECEBA GRATUITAMENTE NOSSAS NOTÍCIAS NO SEU WHATSAPP

Na proposta inicial apresentada pela Administração Municipal as cabanas de artesanato seriam deslocadas para a Praça João Corrêa, em uma estrutura que terá 16 casinhas, sendo que cada uma possuirá 12m² de área construída. O pré-projeto ainda inclui varanda com cobertura nas 16 unidades e acessibilidade. O secretário de Obras, Marcelo Savi, explica que caso a proposta do Poder Executivo seja aceita pela associação será necessário criar uma lei determinando o período exato da concessão. “Hoje a Associação Canelense dos Artesãos não possui nenhum documento que garanta o espaço de forma legal. Mas queremos construir isso junto com vocês”, comentou Savi, lembrando que a reunião foi realizada após conversas com o vereador Jerônimo Terra Rolim, que está acompanhando o processo.

NOVA REUNIÃO COM ASSOCIADOS

RECEBA AS NOSSAS NOTÍCIAS AGORA TAMBÉM PELO TELEGRAM

Os artesãos sinalizaram de forma positiva para o deslocamento da estrutura para a praça central e promoverão uma nova reunião com os 22 membros da associação, para então dar uma resposta à Prefeitura de Canela. “O pré-projeto está muito bonito, seguindo as características das casinhas atuais. Vamos analisar a proposta, discutir alguns pontos com os demais associados e voltamos a conversar em busca de uma definição”, destacou a artesã Juliana Graziola. “A história da associação iniciou ali na Praça João Corrêa e queremos que os nossos artesãos voltem para este local que é o coração de Canela, onde acontecem os eventos e os turistas transitam diariamente. Vamos dar vida ao interior da praça”, projeta Marcelo Savi.