Canela,

15 de julho de 2024

Anuncie

I Jornada de Cuidados Paliativos do VP

Compartilhe:

Foto: Claucia Ferreira/Faccat.

As Faculdades Integradas de Taquara (Faccat) promovem a I Jornada de Cuidados Paliativos do Vale do Paranhana. O evento, que será no dia 20 de maio, é organizado por uma equipe multidisciplinar dos cursos Fisioterapia, Psicologia, Enfermagem e de Direito da Faccat. As inscrições seguem até o dia 15 de maio e devem ser feitas em www.faccat.br/cursoseeventos. Participarão do evento o presidente da Academia Nacional de Cuidados Paliativos (ANCP), Dr. Rodrigo Castilho; a presidente da ANCP/RS, Luciana Saavedra; e profissionais com formação e experiência na área.

RECEBA GRATUITAMENTE NOSSAS NOTÍCIAS NO SEU WHATSAPP

De acordo com a comissão organizadora da jornada, a ação tem por meta qualificar ainda mais os atendimentos e cuidados das pessoas que são diagnosticadas com doenças que ameaçam a continuidade da vida. “A Faccat traz na formação dos acadêmicos dos Cursos da área da saúde e também do Direito, a abordagem do tema, qualificando assim os profissionais que adentrarão no mercado de trabalho”, ressalta a professora e fisioterapeuta Cristiane Moro.

A professora Cristiane Moro também explica que Cuidados Paliativos (CP) definem-se como uma abordagem multidisciplinar pautada na ampliação da qualidade de vida de pacientes e familiares que enfrentam uma doença grave e ameaçadora à vida. ” A palavra “paliativo” é originada do latim pallium que significa manto, proteção. Então, proteger, neste sentido, significa ofertar um cuidado pautado em ações que envolvem prevenção e alívio do sofrimento por meio de identificação precoce de sintomas, avaliação correta e tratamento da dor, além de outros problemas de ordem física, psicossocial e espiritual”, destaca.

RECEBA AS NOSSAS NOTÍCIAS AGORA TAMBÉM PELO TELEGRAM

Então, segundo a professora Cristiane Moro, a realização da I Jornada de Cuidados Paliativos sustenta-se na necessidade de fortalecer a educação dos profissionais de saúde da região do Vale do Paranhana sobre esta abordagem.

“Pretendemos propiciar uma maior percepção acerca dos propósitos dos CP, a compreensão do cuidado de forma integral, os desafios, caminhos e possibilidades da prática paliativa nas diferentes áreas de atuação e níveis de assistência em saúde. E, com isso, proporcionar à comunidade um cuidado humano, tecnicamente qualificado, centrado na dor total e melhoria da qualidade de vida e morte”, salienta.