Canela,

16 de abril de 2024

Anuncie

Chico

360 GRAUS

Francisco Rocha

Obrigado, Google!

Compartilhe:

Eu amo o Google e acredito que ele presta um grande serviço, mas antes, quero colocar o contexto em que esta coluna está sendo escrita.

A semana foi de repercussão sobre o PL das Fake News, que seria votado na última terça (2), na Câmara Federal, mas não foi.

Em síntese, o texto traz uma série de “regulamentações” para o uso da internet e cria superpoderes para órgãos de Estado e dá ainda mais imunidade a políticos.

Chamou atenção que de segunda (1) até parte da tarde de terça, o Google manteve um link com sua posição sobre o projeto de lei, ainda que discreto, na página inicial de seu buscador. O fato foi atacado pelo Governo e até mesmo pelo Judiciário.

A discussão levantada foi sobre o papel das chamadas “big tecs”, as grandes empresas de tecnologia, no combate à fake News e na colaboração com os órgãos de governo. Rapidamente, uma ala ideológica passou a criticar o Google por suas posições.

Como interessado na área, acompanhei de perto os desdobramentos com grande preocupação. A proposta do governo iria colocar em cheque os pequenos meios de comunicação, que é o caso da Folha, e beneficiar as grandes redes.

Não demorou para surgirem posições e até mesmo memes sobre o assunto. Uma tirinha fazia piada com o leitor, questionando como seria o mundo se não existisse o Google.

Este colunista, que orbita o mundo da informática como ferramenta de trabalho desde a década de 90 (pasmem), conheceu o mundo sem o Google. Logo no início dos anos 2000 o buscador chegou por aqui e junto com ele uma série de serviços gratuitos, como o Gmail, depois o Mapas, Drive, YouTube e por aí vai.

Há mais de 20 anos, utilizo as ferramentas do Google em minha profissão, as quais tem sido de extrema importância. Vale ressaltar que a grande maioria é gratuita.

Se você tem um celular, principalmente Android, utiliza diversos produtos do Google diariamente, talvez sem nem saber.

É muito difícil imaginar o mundo atual sem o Google, por outro lado, é fácil imaginar o Brasil sem governantes como Lula, Bolsonaro, Lira e outros políticos. Se você tivesse que escolher entre algum deles, qual você escolheria?

Eu sou muito grato ao Google por tudo o que ele proporciona como profissional e como cidadão.

Acredito que precisamos evoluir muito no combate à desinformação e que o conteúdo jornalístico deve ser melhor monetizado nas plataformas digitais, mas em momento algum eu troco o que temos hoje pela proposta que seria votada esta semana.

Obrigado Google, por tudo, inclusive por se posicionar.

Fim do anonimato é uma das soluções
Um dos grandes problemas da internet é o anonimato. A identificação das pessoas por trás dos perfis fakes, a facilidade em se passar por outro é um grande problema.

Minha sugestão é que se crie um padrão que, para ter um perfil em uma rede social, é necessário se identificar com um documento, um CPF por exemplo. Claro que estes dados não seriam públicos, mas limitariam o número de perfis fake.

Isso vale para qualquer coisa, como um estádio de futebol por exemplo, que poderia ter a biometria na roleta de entrada. Quem não tem intenção de descumprir a lei, não precisa se preocupar em se identificar, seja num ambiente físico ou no digital.

Legislação precisa melhorar em diversas áreas
Assim como nossa legislação é frouxa em diversos crimes presenciais (furtos, por exemplo), ela é frouxa em diversas outras áreas. Uma punição exemplar para quem propaga fake news, ou faz apologia ao nazismo, seria outra das soluções.

O governo tem que parar de querer punir o mensageiro e procurar de fato o autor da mensagem.

A discussão desta semana mostra que o PL das Fake News não é sobre combater fake News, proteger as crianças ou melhorar o jornalismo, é, sim, sobre mais poder para o Estado e, de quebra, forrar ainda mais os cofres públicos com taxações.

Encontro para Comunicações do Cidica
Nesta sexta (5), acontece o 1º Encontro de Inovação para as Comunicações, do Cidica – Centro Integrado de Desenvolvimento e Inovação de Canela, no, não por acaso, estarei participando.

O Cidica, aliás, que é uma das grandes notícias de Canela, mostrando muito serviço na construção de uma política pública com foco no desenvolvimento e na tecnologia.

Parabéns ao secretário Luciano Melo e sua equipe pelo trabalho desenvolvido no local. Aí que eu me refiro!