Canela,

19 de junho de 2024

Anuncie

Em sua 51ª edição, Festival de Cinema de Gramado não terá recursos da Lei de Incentivo à Cultura

Compartilhe:

Conselho Estadual de Cultura do Rio Grande do Sul optou pela não contemplação do evento

No último dia 5 de maio, o Conselho Estadual de Cultura do Rio Grande do Sul (CEC-RS) votou pela não contemplação do 51º Festival de Cinema de Gramado aos recursos da LIC – Lei de Incentivo à Cultura do RS. A decisão se deu mesmo após a Comissão Especial I de Avaliação de Projetos do Conselho Estadual de Cultura do Rio Grande do Sul conceder nota máxima (5) ao projeto apresentado pela Gramadotur, autarquia municipal responsável pela realização dos eventos de Gramado. 

Além do Festival de Cinema, outros eventos de Gramado também tiveram seus projetos negados em 2023, como o 9º Gramado In Concert e a 32ª Festa da Colônia. Restam, ainda, avaliação dos projetos do 37º Natal Luz e 15º Festival de Cultura e Gastronomia.

RECEBA GRATUITAMENTE NOSSAS NOTÍCIAS NO SEU WHATSAPP

Para Rosa Helena Volk, presidente da Gramadotur, o momento é de lamento e readequação. “A aprovação do nosso projeto perante a LIC era fundamental para a realização responsável de mais uma edição do Festival de Cinema de Gramado. A decisão coloca em cheque todo o nosso planejamento, além de mostrar ser necessária uma profunda readequação dos planos para a edição”, afirma. 

Mantendo o compromisso com a cultura audiovisual do Estado e do Brasil, o Festival de Gramado se manterá como o mais tradicional evento cinematográfico do país, superando mais essa adversidade. Para isso, adapta-se ao momento que surpreende e terá, em 2023, uma edição mais compacta, ainda que mantendo a qualidade das produções apresentadas e tendo ciência de sua importância para a cultura gaúcha por meio do audiovisual. 

RECEBA AS NOSSAS NOTÍCIAS AGORA TAMBÉM PELO TELEGRAM

“A falta de produções brasileiras não nos parou. A impossibilidade de contato humano também não. Essa falta de recursos também não irá nos parar mas certamente será um corte que será sentido na dimensão do evento. Seguiremos sendo o mais respeitado festival de cinema do país e entregaremos uma edição fiel aos nossos princípios de responsabilidade e comprometimento, trazendo a Gramado o melhor da produção audiovisual brasileira”, afirma Rosa Helena. A presidente da Gramadotur ressalta, ainda, que a negativa terá um impacto severo para a produção do evento, uma vez que, sem os patrocínios que já estavam em andamento através da LIC, o evento deve sofrer, no mínimo, uma redução de 25% no investimento. 

A 51ª edição do Festival de Cinema de Gramado acontece entre os dias 11 e 19 de agosto.