Canela,

20 de abril de 2024

Anuncie

Cabelo

OPINIÃO FORTI

Márcio Diehl Forti

OPINIÃO FORTI • O Elogio e a Crítica

Compartilhe:

Quem trabalha com opinião está sempre a mercê de algumas, digamos assim, discordâncias. Ainda mais no nosso caso, aqui na Folha aonde realmente não temos obrigações para com A ou B. Seguidamente sou abordado por pessoas dizendo que tal pessoa ficou chateada comigo por uma crítica pontual, assim como sei de pessoas que realmente não gostam de mim de outros carnavais por textos que fiz e que não foram nada elogiosos sobre o trabalho público do cidadão.

Deixo claro que enquanto colunista hoje da Folha cabe a mim escrever sobre questões públicas e refletir sobre assuntos de momento da comunidade. Nunca pessoalizo os assuntos e não tenho a mínima pretensão de fazer jogos de palavras aonde elejo vilão e herói em uma cidade que precisa de ajustes e requer máxima atenção.

Muitas vezes elogio as atitudes de gestores e pessoas que estão em cargos públicos. Não é puxa-saquismo, é minha obrigação. Faz o certo, elogio. Faz errado, crítica. Esses dias um cidadão citou que fui filiado ao PDT e que por isso eu tenho sido muito crítico a atual administração, sendo inclusive parcial em meu espaço.

• SIGA O MÁRCIO NO INSTAGRAM

Pois bem, fui filiado por menos de ano ao PDT, que a época tinha pessoas que pensavam parecido comigo no momento, caso principal do meu amigo pessoal João Paulo Oliveira que hoje está afastado do dia a dia do partido pelo que sei. Nunca retirei minha foto de filiação do partido até porque não tenho nenhuma vergonha disso.  Pedi minha desfiliação do PDT cerca de um ano depois pois entendi que contribuiria muito mais para a cidade estando do lado de fora da política. E assim estou até hoje conversando e tendo amigos dentro de PDT, MDB, Progressistas, PSDB, PT e por aí vai. Não votei no PDT na última eleição inclusive. Acredito mais em projetos e pessoas do que partidos. Não gosto de pessoalizar as minhas colunas mas julguei de bom tom escrever um pouco sobre isso agora, bem antes das coisas começarem a ficarem mais agitadas, pois seguirei elogiando e criticando da mesma forma, gostem ou não. Exceto se o Chico não me quiser mais.

Dia das Mães

A semana passada foi tão corrida que esqueci de mandar um grande beijo a todas as mamães, mas em especial a duas: A minha mãe, dona Lúcia, obviamente e também a grande dona Zenaide Abreu, avó do nosso Léo, colunista aqui da Folha. Duas pessoas maravilhosas! “Dona Zenaide” tem o abraço mais carinhoso de todo o Saiqui e é dona de um coração de ouro e de um sorriso que cativa a todos que tem a honra de a conhecer!

Que Deus a abençoe sempre!