Canela,

29 de fevereiro de 2024

Anuncie

Cabelo

OPINIÃO FORTI

Márcio Diehl Forti

OPINIÃO FORTI • Falador Passa Mal

Compartilhe:

Essa é uma das faixas mais populares de um grupo chamado Os Originais do Samba. O integrante mais conhecido dessa turma se chamava Antônio Carlos Bernardes Gomes, mas tinha o apelido de Mussum, um dos maiores comediantes brasileiros, que fez parte dos clássicos Os Trapalhões.

Não vou entrar no mérito da letra, mas sim falar sobre o título. Muita gente veio falar comigo sobre a coluna de semana passada intitulada: “O Mundo Maravilhoso de Márcio Diehl Forti, o Cabelinho!” Pra quem não leu, sugiro ir no nosso site.

O fato é que em nenhum momento citei a nossa cidade de Canela, porém algumas semelhanças existem, realmente. Mas em todo o texto que fiz apontei soluções para os problemas existentes na fictícia cidade. Digo isso porque realmente existem pessoas que falam muito, criticam muito e na maioria das vezes não apontam mínimas soluções para os problemas. Assim como existem cidadãos que acham que não se pode fazer critica mesmo ela sendo extremamente construtiva.

• SIGA O MÁRCIO NO INSTAGRAM

Hoje nossa cidade carece realmente de projetos que abranjam diversos setores. Que envolvam a comunidade, empresários e poder público, desenvolvendo polos e aumentando, assim, a autoestima de todo mundo.

Recebi um ótimo prospecto do querido empresário Renato Fensterseifer com diversas ações a serem feitas, debruçado sobre todos os problemas da nossa cidade. No mundo maravilhoso de Márcio Diehl Forti tudo aquilo que está escrito ali faz um sentido extremo. Mobilidade urbana, desenvolvimento de novos eixos de moradia, definição de núcleo de turismo e melhor aproveitamento de espaços públicos, dentre outras ótimas ideias. E é exatamente essa a questão: tudo faz tanto sentido que parece que nunca vai sair do papel, e espero de coração que eu esteja errado, para alegria minha e do Renato.

A real é que diversas ações deveriam ser pensadas e muitas atitudes deveriam ser tomadas em consonância com o legislativo e em concordância com a opinião pública (que sim, deve ser relevante!). Infelizmente quando olhamos o que está sendo feito tomamos ciência que estamos muito longe do ideal.

Quem dera eu não seja taxado de falador por parecer pessimista, mas preciso ser realista. Hoje se briga e se gasta energia com coisas muito pequenas na nossa comunidade e assim diversas pessoas do bem que gostariam de participar com ideias e colaborar de verdade acabam se afastando. Que mais Renatos apareçam porque quando mais gente boa, e que realmente quer se envolver, surgir, maior a chance das coisas tomarem outro rumo. Assim quem sabe o mundo maravilhoso de Márcio se torne o mundo ideal de Luizas, Pedros, Paulos, Alices, Lúcias e de todos que querem o melhor para a nossa cidade!