Canela,

11 de abril de 2024

Anuncie

Fê Brandão

EU VEJO VOCÊ

Fernanda Rosa Brandão

EU VEJO VOCÊ – QUEM FAZ PARTE DO SISTEMA ESCOLAR?

Compartilhe:

Todos os envolvidos fazem parte, todos possuem um lugar. Professores, alunos, pais, direção, coordenação, equipe técnica, equipe administrativa, equipe da cozinha, limpeza, apoio….Todos fazem parte, e contribuem para o desenvolvimento e crescimento deste sistema.

É um sistema onde um influencia no outro, como engrenagens que juntas fazem com que a máquina escolar funcione. O importante é dar um lugar a todos, onde este sistema foi criado, elaborado e pode existir para todos.

Algo de extrema importância é ter clareza do objetivo deste sistema. Como um todo, possui dois objetivos: o social e o ensino aprendizagem.

A escola é o primeiro lugar onde a criança se vê, fora do sistema familiar. Onde é entregue aos cuidados de outros, que não são seus pais e nem familiares. Portanto a escola é uma continuidade da família, onde a socialização e a integração vem em primeiro lugar.

Aqui vem a importância da criança se sentir segura e amada dentro deste ambiente, pois as referências de amor e atenção que tem, são da família. E quando sente acolhida, seu desenvolvimento ocorre de forma natural. Este é o objetivo social.

• Siga Fernanda Brandão no Instagram

Quando aqui tudo está integrado, vem o segundo objetivo, o ensino aprendizagem, o qual entra os conteúdos, a parte prática das matérias e suas particularidades.

Vamos olhar agora para um caso de adaptação, muito comum quando inicia o ano letivo, mudança de escola ou após período de férias. Já escutei quando minhas filhas eram pequenas, “pode ir mãe, daqui cinco minutos ela para de chorar”, e eu saía acabada da escola e com o coração apertado.

Hoje aprendi que tem muitas dinâmicas que podem ser praticadas, menos dolorosas para ambas as partes, crianças e pais. Uma delas é acolher ambos e deixar que os pais fiquem um pouco, até a criança se sentir confortável e segura, daí os pais podem ir embora. Outra forma, é validar o sentimento da criança, ela está sofrendo e conversar, ou apenas abraçar ela com afeto. Que ela tenha uma foto dos pais na mochila, pra quando sentir saudade, olhar e saber que logo vai estar com eles.

Atitudes simples e muito eficaz para um bom relacionamento e permanência da criança na escola. Não pensamos em validar seus sentimentos, porque quando criança escutamos que não era para ser manhosa, não precisa chorar por nada, não era permitido expressar. E por isso, hoje não olhamos com amor para o sentimento do outro.

É preciso mudar esta forma, e estar presente e atenta ao que a criança demonstra. Se seu comportamento saiu do “normal’ dela, é bom observar e entender o que se passa com ela, está triste, com fome, cansada, irritada.

Uma boa experiência, é fazer contigo primeiro, se observar, entender porque está irritada, porque está triste. Quando aprende a se observar, aprende a praticar com o outro também. E faz uma grande diferença na tua vida e no ambiente escolar também. E não esqueça: “EU VEJO VOCÊ.”