Canela,

21 de abril de 2024

Anuncie

Canela recebe Seminário de Gestão e Desenvolvimento da Região das Hortênsias

Compartilhe:

Márcio Schuch Silveira. Foto: Aline Hedlund

Na oportunidade, o Portal da Folha entrevistou Márcio Schuch Silveira, Presidente do Conselho Regional de Contabilidade do Rio Grande do Sul

Canela recebeu, na tarde desta quinta-feira (3), o Seminário de Gestão e Desenvolvimento da Região das Hortênsias, com palestras sobre diversos assuntos do universo contábil, e com a presença de importantes representantes da contabilidade do Rio Grande do Sul.

O painel aconteceu no Auditório da UCS Hortênsias e os temas abordados foram: Conectados no Desenvolvimento da Sociedade; Governança Corporativa; Desafios da Inovação e da Sucessão nas Organizações Contábeis e Malha Fiscal Pessoa Jurídica com Base no Sped.

RECEBA GRATUITAMENTE NOSSAS NOTÍCIAS NO SEU WHATSAPP

Este evento acontece em todo o estado e chegou em sua 7ª edição desse ano, com o objetivo trazer conhecimento e provocações aos profissionais da área, assim como, fortalecer e estreitar as relações entre os contabilistas da região.

“Isso é importante pro profissional. Ele tem que entender que, apesar de estar em uma profissão com muitas responsabilidades e obrigações, ele tem que escolher um dia pra sair, se relacionar com outros colegas”, afirma Márcio Schuch Silveira, Presidente do Conselho Regional de Contabilidade do Rio Grande do Sul (CRCRS).

Palestrante sobre o tema Conectados no Desenvolvimento da Sociedade, Márcio concedeu entrevista ao Portal da Folha e relatou que o cenário contábil na região é forte, mas o conselho tem o desafio de aumentar a participação dos profissionais da contabilidade. “Um dos propósitos do conselho é levar o que a gente chama de educação continuada, aquela educação pós formação. Seguimos dando aos profissionais, eventos, cursos, e temos recebido bons retornos dos nossos Delegados da Região das Hortênsias”, justifica.

Contabilidade e inovação

O presidente comenta que ao passar dos anos, notou um redirecionamento dos temas abordados nas palestras. Com a consolidação da tecnologia em todos os setores trabalhistas, o contabilista busca cada vez mais humanizar-se e aprimorar-se na medida em que as inovações avançam.

Segundo Márcio, toda nova tecnologia é, ao mesmo tempo, um desafio e uma oportunidade, podendo se tornar prejudicial para quem não entende a necessidade de adaptação às tecnologias, pois são pessoas que tendem a ter comportamento resistente a mudanças. O profissional conectado na evolução, vê o avanço como uma oportunidade.

RECEBA AS NOSSAS NOTÍCIAS AGORA TAMBÉM PELO TELEGRAM

“O Chat GPT, por exemplo, é algo que produz muito texto, muito “conhecimento”, mas ele não se responsabiliza por esse “conhecimento”, sempre tem lá: ‘isto é, segundo as bases que eu tenho’, ele não assume um papel de quem é um orientador, que assume a responsabilidade de sua orientação, que é o que o contador faz”, exemplifica.

Para finalizar, o presidente explica que a tecnologia deve ser vista como algo que potencializa o trabalho, não como uma ameaça.