Canela,

26 de maio de 2024

Anuncie

Educação oferece alimentação de qualidade na rede municipal

Compartilhe:

Antonella de Moura Sordi, 3 anos adora arroz, feijão, saladas e carne

Diariamente são servidas mais de 11 mil refeições para alunos da Educação Infantil à Educação de Jovens e Adultos

Investir em alimentação saudável e em produtos de qualidade para a rede pública municipal de ensino é um dos compromissos da atual gestão. Com foco na segurança alimentar e nutricional dos aproximadamente 5.500 mil alunos da rede municipal, desde a Educação Infantil, passando pelo Ensino Fundamental e Integral até a EJA – Educação de Jovens e Adultos, a Prefeitura de Canela, por meio da Secretaria de Educação, Esporte e Lazer, dispõe de grande volume de recursos para suprir toda esta demanda.

O Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), popularmente conhecido como merenda escolar, é gerenciado pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e visa à transferência, em caráter suplementar, de recursos financeiros aos estados, ao Distrito Federal e aos municípios, destinados a suprir, parcialmente, as necessidades nutricionais dos alunos. É considerado um dos maiores programas na área de alimentação escolar no mundo e é o único com atendimento universalizado. O valor por aluno repassado pelo programa não era reajustado desde 2017 e atualmente ocorre conforme listagem abaixo:

a) R$ 0,41/dia para os estudantes matriculados na EJA;

b) R$ 0,50/dia para os estudantes matriculados no Ensino Fundamental;

c) R$ 0,72/dia para estudantes matriculados na pré-escola;

d) R$ 1,37/dia para os estudantes matriculados em escolas de tempo integral com permanência mínima de 7h na escola ou em atividades escolares;

e) R$ 1,37/dia para os estudantes matriculados em creches;

f) R$ 0,68/dia para os estudantes que frequentam, no contraturno, o AEE (Atendimento Educacional Especializado).

RECEBA GRATUITAMENTE NOSSAS NOTÍCIAS NO SEU WHATSAPP

Para complementar estes repasses, o município de Canela garante o aporte financeiro com recursos próprios. No ano passado, foi adquirida uma grande variedade de alimentos oriundos de processos licitatórios e do Programa Agricultura Familiar, como diferentes tipos de grãos, carnes, laticínios, frutas, verduras, pães, massas e biscoitos caseiros, entre muitos outros alimentos, representando um investimento total de R$ 2.518.950,58.

“Garantir alimentação saudável e nutritiva para nossas crianças é compromisso da gestão municipal e significa investir em educação de qualidade. Afinal, oferecer cardápio variado e adequado representa mais qualidade de vida e saúde, e tem papel fundamental no processo de ensino-aprendizagem”, destaca a Secretária Municipal de Educação, Esporte e Lazer, Janete Oliveira da Silva Santos. Ela lembra que sua Secretaria também desenvolve projetos com hortas em algumas das unidades escolares. O objetivo é promover atividades de forma lúdica para incentivar o contato com a natureza, além de trabalhar o desenvolvimento motor e proporcionar momentos de bem-estar.

Atualmente, são servidas diariamente cerca de 11.000 refeições na rede municipal de ensino. Para as 1.075 crianças da Educação Infantil, do Berçário à Pré-escola, são oferecidas quatro refeições por dia; já para os 1.820 alunos matriculados no Ensino Fundamental de turno integral, até o quinto ano, são servidas três refeições diárias por aluno. Para os 1.390 alunos do Ensino Fundamental, de 6º ao 9º ano, EJA (Educação de Jovens e Adultos) e CADIE, de turno único, é oferecida uma refeição por dia letivo.

Os cardápios são planejados, elaborados e acompanhados pela nutricionista Denise Gabrieli de Oliveira, seguindo diretrizes e orientações do Ministério da Educação (MEC), através do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE).

Denise explica que o cardápio é elaborado seguindo as necessidades específicas de acordo com cada faixa etária, respeitando a cultura de nosso município e valorizando alimentos básicos e minimamente processados. Salienta que a variedade e a oportunidade de conhecer novos alimentos também faz parte da educação alimentar, reforçando o papel da escola nessa formação. Além disso, são disponibilizados alimentos específicos, como fórmulas lácteas dentro do cardápio de bebês de até 1 (um ano), e também alimentos sem glúten, sem lactose e outras alergias e/ou intolerâncias, para os alunos com condições especiais atestadas por profissionais da saúde.

CAPACITAÇÃO EM BOAS PRÁTICAS DE MANIPULAÇÃO DA ALIMENTAÇÃO ESCOLAR PARA AUXILIARES DE SERVIÇOS GERAIS

O Setor de Alimentação Escolar comandado pela nutricionista Denise Gabrieli de Oliveira e as estagiárias Amanda Carolina Arend e Jhulie Dada realizaram recentemente a capacitação em Boas Práticas de Manipulação da Alimentação Escolar para Auxiliares de Serviços Gerais.

O curso teve como objetivo capacitar as funcionárias atuantes nas cozinhas escolares do município de Canela em Boas Práticas de Manipulação de Alimentos e assim garantir uma alimentação segura para todos os alunos da rede municipal.

RECEBA AS NOSSAS NOTÍCIAS AGORA TAMBÉM PELO TELEGRAM

O conhecimento e a adoção de Boas Práticas são fundamentais para redução do risco de
contaminação e proporciona segurança alimentar em todas as etapas de manipulação de alimentos do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE).

A capacitação para as funcionárias atuantes nas cozinhas escolares é essencial, pois garante a qualidade e segurança dos alimentos ofertados aos estudantes. O objetivo ao implementar esse projeto, é que as funcionárias aprofundem seus conhecimentos e habilidades para manipular os alimentos de forma segura, contribuindo para evitar possíveis contaminações e garantir que todos os alunos tenham o seu direito de acesso à alimentação escolar de qualidade durante todo o ano.

Fotos: Rita Souza