Canela,

17 de abril de 2024

Anuncie

Leo de Abreu

VIRE O MATE

Leo de Abreu

VIRE O MATE – No osso do peito!

Compartilhe:

Se noticiou na semana, mais uns pontinhos contra na contagem da nossa injusta marcha por manter acesa a chama das tradições. Se noticiou que, no ano de 2023, o palco da Expointer não receberá aquela montoeira de grandes shows regionais. Podaram o acesso a verba. Cachês pomposos e os mirrados, cortaram todos. Uma decisão, ao que se entende, do Conselho Estadual de Cultura (CEC-RS) que por motivos e critérios de, segundo a nota publicada, a plata foi para outros cantos.

Existe a alegação de que é uma feira de negócios e que movimenta um mercado milionário que facilmente poderia através de recursos próprios financiar a parte cultural, e que por isso, não haveria porque a destinação de verbas nesse sentido. Errado até nem está, mas de verdade questiono a maneira que a coisa foi conduzida.

Precisava ser assim a notícia, ás vésperas será?

Se o conselho é de cultura e a cultura é para o povo, por que negar um palco deste tamanho e expressão? Tem que virar o fio assim, como que do nada? Ao menos pra mim foi do nada, e me vejo como cidadão comum que tiro proveito dos dias de feira… Tá, mas se os pilas vão sair igual, apenas com destino diferente, o por quê da choradeira?

• Siga Léo de Abreu no Instagram

Faltam poucas semanas, poucos dias para acontecer a maior feira a céu aberto da América Latina e além de setembros, são dias de muita tradição gaúcha para a população. É canto e arte gaúcha para as massas que passam onze meses do ano se dividindo para achar onde ouvir de frente a um palco quem costuma tocar no seu rádio. Onze, tirei e salvei nosso sagrado setembro. Palco da Expointer é um suspiro de vida na nossa baleada tradição popular.

Até onde se tem notícias, num “diz que diz que” é que o deputado e renomado cantor Luiz Marenco teve uma boa conversa com o governador atual, Eduardo Leite, para tentear algo pra gauchada e fazer sair a cantoria toda bem no costume. Também se tem notícia de mais tentativas para viabilizar a coisa. Mas está em cima do laço, tem de ser revisto pra ontem!

Outro causo interessante que talvez não dê liga a essa parte do assunto, mas conto igual, é sobre a Semana Farroupilha da capital. Porto Alegre, a cidade que sai a ordem e governanças… e que mais deveria pontear sobre o que é NOSSO padece do mal de politicagens e má vontade com a gauchada. Arba! Parece que estão jogando contra a própria camisa. Inacreditável.

Sei o quanto pareço repetitivo semanalmente nesse espaço, mas ser gaúcho no sentido de levar tradição e cultura nossa a sério já não é fácil ao natural. Agora, minha nossa, como gostam de dificultar as coisas. Há de se levar pelo osso do peito, sem floxar nadinha, ou adeus mesmo. Riquíssimo desafio diário. Por sorte, a história sempre inspira seguir!