Canela,

20 de junho de 2024

Anuncie

Fê Brandão

EU VEJO VOCÊ

Fernanda Rosa Brandão

EU VEJO VOCÊ – Você lembra de algum momento, quando criança, que tentou fazer algo e foi silenciada?

Compartilhe:

O quanto você cobra obediência, silêncio, nada de bagunça e que seja uma criança quieta e só faça o que for solicitado? Seus filhos, alunos, sobrinhos, netos e as crianças que vivem a sua volta estão tentando ser crianças, e elas fazem tudo isso que queremos reprimir e podar.

Você lembra de algum momento quando criança, que tentou fazer algo e foi silenciada? Ou teve que fazer de novo porque não foi o jeito que foi pedido? E como se sentiu? Quais consequências você carrega por estes traumas? Nas escolas são atividades padrão, desenho pronto e pintar ou colar de acordo com o que o educador conduz. Nada de criar, usar a criatividade e deixar a criança ser ela mesma, construir suas próprias artes e descobertas.

Até o momento talvez não tenha se dado conta que sim, tudo o que nos proibiram, nos chamaram atenção, nos diminuíram, carregamos pelo resto da vida e como resultado adultos inseguros, calados, que criaram cascas pra se proteger, que criam personagens todos os dias para agradar e ser boazinha com todos. Não sabe dizer não, não precisa de ninguém, não sabe pedir ajuda e está sempre disponível para todos. Adultos sem iniciativa que esperam validação e que alguém sempre faça por ti.

• Siga Fernanda Brandão no Instagram

Tocou aí? Teve lembranças destes momentos em que escutou: “não faz mais que a obrigação”, “teu irmão é comportado e você não”, “menina não faz isso”, “fecha as pernas para sentar”, “não fala alto para não chamar a atenção”, “estude e não dependa de homem”, “você dá conta de tudo”, “obedeça a professora e faz o que ela mandar”…..e tantas outras que você vai lembrar ao ler estes exemplos que trouxe, onde vai trazer para o seu consciente e entender porque faz e age de determinada forma no dia a dia.

Travas, medos, aceitação, aprovação e sem iniciativa para fazer o que um adulto precisa fazer. Isso tudo porque aprendeu a ser obediente, só fazer o que mandavam, e do jeito que diziam, sem poder se expressar e seguir sendo quem realmente é. Não se apavore, isto tudo tem solução, no momento que vem para o consciente e entende onde essas “falas” te prejudicaram, tem a opção de ressignificar e fazer diferente de hoje em diante.

Sempre faz e nunca se acha boa o suficiente, estuda, trabalha, cuida de tudo e todos e mesmo assim, não está bom. Auto exigência em modo hard, e muitas vezes não começa algo, porque sempre falta para estar perfeito. “PERFEITO” = perfeita ação, faça, comece, dê o primeiro passo e no caminho vai ajustando.

Nunca é tarde para rever o caminho trilhado até agora e decidir mudar a direção. Não julgando e apontando o dedo para o que te fizeram e para quem fez, e sim erguendo a cabeça e decidindo fortalecer seus passos para seguir na nova direção. Você pode fazer diferente, toma a decisão e faz seu plano de ação para começar os primeiros passos, de forma leve e absorvendo as novas conexões que vão te levar para o mais. E não esqueça: “EU VEJO VOCÊ.”