Canela,

29 de fevereiro de 2024

Anuncie

Gramadense e ProGrass apresentam gramado sintético do novo estádio do clube

Compartilhe:

Fernando Simas (engenheiro civil da ProGrass), Sandro Bazzan (presidente do Gramadense), Felipe Corrêa (Diretor Operacional da ProGrass) e Aleks Pegoraro (gerente comercial da ProGrass)

Em coletiva de imprensa realizada na manhã desta quarta-feira (1º), o presidente do Centro Esportivo Gramadense (CEG), Sandro Bazzan, e representantes da empresa ProGrass, apresentaram informações técnicas sobre o gramado sintético que será utilizado no novo estádio do clube, que está em construção

Referência em sua área de atuação, a ProGrass é especializada em gramados sintéticos com qualidade superior. A empresa já atendeu e continua prestando serviços para clubes brasileiros como Flamengo, Palmeiras, Santos e Sport, com gramados sintéticos de alta qualidade em centros de treinamento e demais espaços dos clubes.

O gramado que será instalado no novo estádio do CEG será o primeiro da empresa com dimensões oficiais de um campo de futebol no estado do Rio Grande do Sul e contará com materiais vindos de outros países: Emirados Árabes, Estados Unidos e Alemanha.

Irá possuir características múltiplas, após a varredura de instalação e utilização, proporcionará importante maciez, incrível apresentação e coloração permanente. Financeiramente, a melhor relação custo e benefício. Os fios receberão um tratamento exclusivo na textura para reflexão dos raios solares e redução da temperatura do gramado.

O preenchimento será com “SOFT ORGANIC”, misto de material orgânico, não tóxico, com granulometria de 0,7 a 2,6mm, com 60% de grânulos de borracha (SBR) na cor verde sem agente volátil e 40% de material orgânico feitos com fibras de cascas e materiais 100% ecológicos de reflorestamento e passados por processo de pasteurização e sem aditivos químicos, trazendo como benefício a redução de 30% do calor do campo e eliminando impurezas.

O presidente do Gramadense, Sandro Bazzan explicou os motivos de optar pela grama sintética. “Essa decisão de colocar gramado sintético foi planejada a partir de muitas discussões entre a diretoria do clube e departamento de futebol. Nossa intenção em ter o novo estádio, é ter um espaço onde possamos utilizar 7 dias por semana e 24h por dia. Para isso, precisamos entender que estamos localizados em uma região com um clima muito característico, com períodos de chuvas intensas, como foram os últimos meses, onde nenhum gramado natural aguenta a carga de jogos”, afirmou.

Bazzan ainda salientou que com o gramado sintético, o estádio poderá ser utilizado por todas as categorias do clube. “Queremos ter um espaço onde todas as categorias possam jogar, seja a profissional ou as de base. Também poderemos utilizar o estádio para outros eventos, sem atrapalhar em nada a agenda e organização do departamento de futebol”, finalizou.