Canela,

18 de maio de 2024

Anuncie

Fê Brandão

EU VEJO VOCÊ

Fernanda Rosa Brandão

EU VEJO VOCÊ – Quando você se cuida e olha pra si, suas crianças vão estar bem e felizes

Compartilhe:

Hoje quero falar sobre o que armazenamos na nossa mente, na nossa biblioteca particular. Cada um de nós tem seus assuntos e lembranças de algo que passou e memórias de sete gerações, de modo que muitas vezes nos confunde por não saber de onde vem estas lembranças, traumas e sensações.

Quando passar por um desafio, presta atenção como teu corpo fica, quais pensamentos vem e como você reage a isto. O trauma fica no corpo, por isso quando sintomas no corpo se repetem, comece a observar quando se sentiu assim pela última vez. Se pode relacionar a algo que aconteceu e seu corpo reagiu ao medo, ansiedade, discussão, dúvida, decisão.

E como falei, na nossa biblioteca temos lembranças de sete gerações e muitas vezes essas imagens nos aparecem em sonhos e não temos ideia de onde vem. Pois agora você sabe e precisa ressignificar e trazer para o consciente que muitas coisas que nossos ancestrais passaram, hoje você já pode fazer diferente.

Nós mulheres temos histórias de dor, abuso, falta, abandono e muitas vezes repetimos isso nos dias atuais, para pertencer ao nosso sistema. Porém já é permitido fazer diferente, centenas de anos se passaram e posso olhar para tudo isso e decidir mudar, abrir meus horizontes e assim libero também toda minha família destas repetições.

Essas repetições trazemos também para a criação de nossos filhos. Com tantas opções e por querer dar tudo que não tive, esse é o maior erro de nós como pais e educadores, porque assim estamos sobrecarregando eles de atividades e aulas, que muitas vezes não gostam e se sentem frustrados por não nos agradar.

• Siga Fernanda Brandão no Instagram

Ao querer dar tudo, poupo eles do esforço, da conquista por mérito, de tentar fazer, e assim facilito para eles e dificulto o futuro, porque o mundo não vai os tratar, como você os trata em casa.

Por hoje não ter tempo de estar presente com suas crianças, seus comportamentos são “fora do normal” e assim eles precisam ser diagnosticados, ou frequentam psicólogo, psiquiatra, terapeuta, para ter um comportamento adequado, de acordo com o que você acha “normal”.

Em vez de fazer sua criança carregar estes fardos, é necessário você se ajudar e olhar pra ti, você precisa cuidar dos seus traumas e dores e assim suas crianças vão cuidar das delas no futuro. Todos nós vamos ter nossas feridas e traumas e está tudo bem. O problema hoje é você enviar sua criança para se tratar, sendo que quem precisa primeiro é você.

Quando você entender que o que transmite as suas crianças é exatamente o que recebeu e o que tem na sua biblioteca, de forma inconsciente, vai decidir virar a lanterna para dentro e olhar para seus desafios que ainda precisam de um olhar presente e com a intenção de solucionar.

Quando você se cuida e olha pra si, suas crianças vão estar bem e felizes em ter uma mãe que se ama e se prioriza. Lembra que você reflete tudo que sente, se estiver bem, suas crianças vão estar bem. E não esqueça: “EU VEJO VOCÊ.”