Canela,

19 de maio de 2024

Anuncie

Quatro mulheres são presas por furto em comércio de Gramado

Compartilhe:

Presas pela Brigada Militar de Igrejinha, autoras estavam com grande quantia de produtos subtraídos

No final da tarde de segunda-feira (20), por volta das 17h40, a Brigada Militar de Gramado foi acionada em uma loja de roupas e acessórios, localizada na Avenida Borges de Medeiros, onde duas mulheres teriam furtado o estabelecimento.

A Brigada Militar, através de informações, descobriu o veículo que as criminosas teriam se deslocado e, conforme imagens do estabelecimento, foi notado que uma terceira mulher dava cobertura para as outras duas.

RECEBA GRATUITAMENTE NOSSAS NOTÍCIAS NO SEU WHATSAPP

O veículo foi em direção a São Francisco de Paula, e seguiria para Taquara, logo, a guarnição da Brigada Militar de Taquara efetuou uma barreira no entroncamento entre Taquara e Igrejinha. Próximo das 18h40, foi avistado o Ford Ka, cor prata, placas de Porto Alegre, se aproximando.

Ao perceberem a presença da viatura, o carro entrou no acesso ao município de Igrejinha, onde foi iniciado um breve acompanhamento com a abordagem do veículo na Rua Plínio Salgado, bairro Lajeadinho.

No carro estavam quatro mulheres: a condutora e proprietária do veículo, de 31 anos, e três passageiras, 25, 28 e 33 anos, todas com antecedentes por diversos furtos. Moradoras de Porto Alegre, tinham realizado crimes em diversos municípios.

RECEBA AS NOSSAS NOTÍCIAS AGORA TAMBÉM PELO TELEGRAM

No veículo foram encontrados diversos materiais furtados: três óculos de sol, doze calças, sete camisetas, nove shorts femininos, 21 desodorantes, oito cremes, quatro condicionadores, cinco bonés, 50 bolsas femininas, 15 pijamas, 18 kit de meias, 17 tops de academia, nove leggings femininas, seis regatas femininas, quatorze camisetas de malha masculina, oito colares, quatro conjunto de anéis, dez pulseiras e oito pares de brincos. Ainda, um imã, dispositivo utilizado para retirar o antifurto das roupas.

As autoras foram conduzidas a delegacia junto com o material que foi apreendido, não sendo descartado que outros estabelecimentos também foram vítimas devido a quantidade de produtos furtados.