Canela,

16 de junho de 2024

Anuncie

Chico

360 GRAUS

Francisco Rocha

Corsan – Temporada 2023 – Episódio 848 – “As promessas não cumpridas e os serviços não realizados”

Compartilhe:

Ninguém atura mais a Corsan. Atual temporada tem falta d’água, casas rachadas e buracos não consertados

Acompanha a novela:  foi em dezembro de 2019 que a Prefeitura convidou este colunista para acompanhar uma reunião com o então diretor de Operações da Corsan, André Beltrão Finamor.

A estratégia do Prefeito Constantino era ter a imprensa presente para registrar as promessas da companhia e trazer relatos do descontentamento da comunidade. Recordo que Finamor chegou a ficar incomodado com minha presença e participação na reunião.

Naquele ano tinha feito muito calor em dezembro e a Região estava lotada de turistas. Houveram diversos problemas com falta d’água e a Corsan sofria muitas críticas em Canela e Gramado. Ainda, Eduardo Leite iniciava sua caminhada para a venda da Corsan. Precisava aparar estas arestas.

Finamor, então, disse que com a ampliação da ETA 1 – Estação de Tratamento de Água, no Bairro São Rafael, e conclusão da adutora de água bruta, desde o Poço da Faca, tudo estaria resolvido. Em 2020, veio a Covid, não tivemos lotação turística. 2021 ainda foi fraco.

Em 2022, as obras ainda não estavam concluídas, mas, em 2023, a adutora de água bruta do Poço da Faca está pronta, assim como a ampliação da ETA 1, tanto que a Corsan está rasgando Canela no meio para levar água tratada para Gramado.

Sabe o que mudou? Nada, absolutamente nada! Continua faltando água.

Hoje, 05, falta água em diversos locais de Canela e Gramado. Recebi muitas reclamações da Vila Suzana. É sempre assim, os bairros mais altos ou os mais afastados das caixas d’água são os que mais sofrem.

Além de não conseguir fazer o básico, que é colocar água nas torneiras, a Corsan tem deixado as ruas esburacadas e rasgado Canela ao meio para ampliar a capacidade de água de Gramado.

No campo do esgoto cloacal, nenhum investimento novo. A moderníssima Estação de Tratamento Santa Terezinha continua recebendo o mesmo esgoto que recebia antes, pois a rede não foi ampliada.

Aqui no Parque do Lago e no Complexo Esportivo e de Lazer do Canelinha, seguem dois elefantes brancos construídos na gestão Jackson Müller, sem nenhum cano chegando e nenhum cano saindo. Jackson enfrenta processos judicias pelas estações obsoletas, mas, e a Corsan, que foi parceira no negócio e é a responsável por fazer a coisa funcionar?

Nem vou falar da ETE Chacrão, nova, com capacidade de operação, mas não entra em operação, ou na caixa d’água do Edgar Haack, que nunca fica pronta. Tudo é um parto de burro e quando fica pronto fica meia boca.

Aqui, mais um exemplo, a Rua Adalberto Wortmann, asfalto novíssimo, com um buraco aberto pela Corsan Há três meses, que segue assim.

Asfalto novo, na Rua Adalberto Wortmann, Bairro São Lucas, profanado e abandonado pela Corsan

Não passa um dia sem que nossa redação receba uma relação da Corsan, agora vendida, com capital privado, mas o velho jeito de trabalhar. Parece a vaquinha da música dos Mamonas Assassinas, que por onde passa deixa um rastro…

Para fechar, a Prefeitura de Canela tem que se mexer e multar a Corsan e quem sabe já trabalhar para encerrar de vez este contrato. A Corsan já foi boa, mas hoje, ninguém merece!