Canela,

19 de maio de 2024

Anuncie

Chico

360 GRAUS

Francisco Rocha

Coluna 360 Graus — Alfredo volta para a Câmara, deve ir ao PL e ser vice do MDB

Compartilhe:

Um primeiro movimento no xadrez político/eleitoral de Canela para 2024 aconteceu na tarde de ontem (14). Um movimento tímido, mas relevante, que, assim como no xadrez, pode fazer com que outras peças mudem de direção no decorrer do jogo.

A quinta-feira fecha com a notícia de que Alfredo Schaffer, atual secretário de Meio Ambiente, está deixando o cargo e voltará a assumir uma cadeira na Câmara de Vereadores. Em seu lugar, assume Leandro Pereira Heitdmann, atual subsecretário de Alfredo. Ainda não consegui apurar quem será o novo subsecretário de Meio Ambiente.

Há quem diga que Alfredo volta à Câmara para aprovar o PL da permuta do Centro de Feiras, o que até pode ser verdade, mas não na semana que vem, como pregam alguns.

Ocorre que o PL do Centro de Feiras não tem a menor chance de ser votado esse ano. A Câmara estará em recesso de 22 de dezembro a 02 de fevereiro (férias para os nobres edis). O PL em questão não tem regime de urgência e a comissão parlamentar de desenvolvimento solicitou uma avaliação do imóvel através da Câmara, que nem iniciou o processo de contratação de um profissional para isso. Há, ainda, uma audiência pública a ser realizada, ou seja, antes de março, necas de pitibiriba.

Mas o que faria Schaffer voltar à Câmara, além da intenção de sair de férias durante o recesso? Afinal, ele teria que se descompatibilizar do cargo e assumir como vereador, mas isso lá em abril de 2024.

Bom, conforme a rádio corredor do Paço Municipal, tem a ver com um PL, sim: o PL – Partido Liberal. Alfredo estaria deixando o PSDB e filiando-se ao PL, um partido mais à direita, algo até coerente com as ideias políticas de Schaffer.

Mas, e sempre há um mas em tudo, não seria só isso. Alfredo estaria mais fechado com o MDB do que Suárez com o Inter Miami. Ele, pelo PL, de Eri Schaeffer, seria o candidato a vice na chapa encabeçada pelo MDB.

Os nomes do MDB seriam Marcelo Savi ou Luciano Melo. Constantino vive dizendo que ainda não escolheu, mas vale lembrar que o partido não é somente dele (apenas uns 99,9%), precisa ter a maioria lá na convenção (0,01%).

O Centro de Feiras vai ser vendido

Eu tenho poucas certezas políticas, atualmente, mas, uma delas é de que o Centro de Feiras será vendido. O tal PL vai ser aprovado na Câmara, composta por mais de 50% de reservas, e depois será permutado. É o desejo de Orsolin e, em 2024, assim será.

Eu mesmo sou contra a venda do Centro de Feiras. Digo e repito que ali seria o local para nosso Ginásio Municipal, não tem nada a ver com o Parque do Palácio, mas ele será vendido.

O próximo prefeito terá que construir o Ginásio Municipal

Seja qual for o próximo prefeito de Canela, de uma obra ele não vai escapar: construir nosso ginásio municipal. Pode ser até lá na Santa Marta, no Ginásio Carlinhos da Vila, mas terá que fazer.

Além das deficiências de estrutura que o Ginásio da Vila possui, existe um outro detalhe que poucos sabem, ele pertence à Educação.

“Bah, Chico, mas o esporte não é da educação também”?

É sim, mas são coisas diferentes. A estrutura do Carlinhos da Vila é usada pela escola ao lado, ou seja, as coisas se confundem. Ele não pode ser pensado como uma estrutura 100% dedicada ao DMEL, desde o uso até os investimentos.

Se ele fosse municipalizado, as crianças poderiam perder este espaço e, é claro, a educação dos pequenos tem prioridade.

Então, qual seria a lógica? Construir um novo ginásio.

Faço parte de um grupo de produtores de vídeo que reúne profissionais de transmissão esportiva de todo o pais. Não há dia que não chegue uma foto de bastidores de uma transmissão de futsal. São milhares de municípios Brasil a fora, a maioria sem o tamanho, o orçamento e a força econômica de Canela. Sabe o que estas cidadezinhas possuem que nós não possuímos? Isso, um ginásio descente.

O próximo prefeito não vai escapar disso!

Palmital, no interior de São Paulo, tem um lindo e equipado Ginásio Municipal para 21 mil habitantes