Canela,

19 de maio de 2024

Anuncie

Família mantém tradição natalina há mais de 50 anos em Canela

Compartilhe:

Emília Idalino Spier e Wilson Spier

Ceia, pinheiro e presépios são elementos da comemoração dos Spier, que todo dezembro se dedicam a decorar a residência para celebrar a chegada do Menino Jesus

Quem mora na Região das Hortênsias, ou os milhões de turistas que visitam a região, já estão acostumados com a decoração natalina. O Sonho de Natal de Canela já está em sua 36ª edição e o Natal Luz de Gramado em seu 38º ano. Ou seja, muita tradição envolvida, transformando as cidades em verdadeiras vilas de Natal, nas suas áreas centrais.

Mas, Natal não é só evento natalino, é o período em que as famílias se reúnem para celebrar e compartilhar refeições. Há um foco especial na solidariedade, na generosidade e na troca de presentes, refletindo o espírito de dar e compartilhar associado ao nascimento de Cristo. O Natal é principalmente uma celebração do nascimento de Jesus, considerado pelos cristãos como o Filho de Deus e o Salvador.

RECEBA GRATUITAMENTE NOSSAS NOTÍCIAS NO SEU WHATSAPP

É com este espírito que uma família canelense celebra o Natal há mais de 50 anos. Emília Idalino Spier, 72 anos, recebeu a reportagem da Folha para mostrar a sua casa, no Bairro Celulose em Canela. Ali, o Natal começa bem cedo, com a decoração do jardim e das áreas comuns da residência. Junto com seu marido, Wilson Spier, 72 anos, se dedica a criar um ambiente especial, todo o dezembro.

Logo que casou, dona Emília começou a enfeitar pinheiros, isso há 54 anos. Todo ano ela compra novos itens de decoração natalina para ampliar o seu acervo. “No começo não era fácil, eu cheguei a plantar pinheiros para poder fazer a árvore no Natal” diz Vilson. Depois vieram os presépios, as luzes e as guirlandas, transformando a casa dos Spier uma das mais decoradas dos bairros de Canela.

“Eu gosto muito, aí eu coloco o marido junto”, relata Emília, entre risos. “Se eu morasse no centro, ia ser a casa mais bonita. Hoje as pessoas já param para ver a nossa decoração”.

Na entrada da propriedade, o presépio com Maria, José e os Reis Magos aguarda a chegada do Salvador. Nossa reportagem teve que pedir aos Spier que colocassem o menino Jesus apenas para uma foto. “O certo é colocar só no dia 25”, disse a matriarca.

Mas o Natal não é só decoração para os Spier. A família mantém a tradição de se reunir na noite de 24 de dezembro e o pinheirinho da sala é onde todos os presentes da família são colocados até que possam ser abertos após a ceia de Natal. “Aqui a gente deixa até o leite e a bolacha para o Papai Noel, afinal, ele vem de madrugada deixar os presentes né? De manhã, filhos, netos e genros vêm buscar o presente no pinheirinho”, nos conta a filha Marilise.

Assim, entre luzes, guirlandas, papais-noéis, anjos e presépios, a família segue, por mais de cinco décadas, mantendo e celebrando o espírito do Natal, que é de alegria, amor, paz e solidariedade, passando esse sentimento aos mais novos e encantando adultos e crianças.

Emília e Wilson, celebrando o Natal em família há mais de cinco décadas

RECEBA AS NOSSAS NOTÍCIAS AGORA TAMBÉM PELO TELEGRAM

Imagens: Sérgio Rocha e Francisco Rocha