Início Destaque Conselhos de estatais engordam salários de secretários e afilhados políticos, ex-prefeito de...

Conselhos de estatais engordam salários de secretários e afilhados políticos, ex-prefeito de Canela está na lista

Continua depois da publicidade

Foto: Ivan de Andrade / Divulgação

Em meio à crise nas finanças do Estado, com notícia de parcelamento de salários e paralisações de serviços essenciais, a Rádio Gaúcha, de Porto Alegre, trouxe, na tarde de ontem, 30, uma reportagem sobre  secretários e assessores graduados do Executivo que  engordam seus salários por meio da participação em conselhos de administração de empresas estatais, controladas pelo poder público. Há casos em que o salário chega a ser acrescido em R$ 8 mil mensais. Com o bônus, integrantes do primeiro escalão passam a ganhar mais do que o governador do Estado.

Não são apenas os secretários de Estado que engordam seus salários ocupando vagas em conselhos de empresas estatais, controladas pelo poder público. A reportagem da Rádio Gaúcha verificou, através de dados obtidos pela Lei de Acesso à Informação, que também são remunerados em conselhos: afilhados políticos, vereadores e prefeitos de municípios do Interior, assessores da campanha eleitoral e até mesmo candidatos que não conseguiram se eleger.

É o caso do peemedebista Constantino Orsolin, ex-prefeito de Canela, e que não se reelegeu em 2012, mas hoje ocupa uma vaga no Conselho Administrativo da Corag (Companhia Riograndense de Artes Gráficas). Ele recebe R$ 2.974,47 para participar de um encontro por mês.

Fonte: Rádio Gaúcha.

Confira as notícias completas:

Conselhos de estatais engordam em até R$ 8 mil salários de secretários

Afilhados políticos, assessores e candidatos que não se elegeram: quem são os integrantes dos conselhos de estatais