Início Destaque Primeiro homicídio do ano: Homem é torturado antes de ser morto

Primeiro homicídio do ano: Homem é torturado antes de ser morto

Morte de Terrão pode ter vinculação com homicídio em Caxias do Sul
Continua depois da publicidade

Gilberto Rosa foi morto com pelo menos cinco tiros

O corpo de Gilberto Rosa, 51 anos, também conhecido como Terrão, foi encontrado por um tratorista na manhã de hoje, 07, que acionou a Polícia Civil. O Instituto Geral de Perícias (IGP), acompanhados da Polícia Civil, compareceu no local onde o corpo estava, na Fazenda do Ipê, estrada para o Passo do Inferno, na tarde de hoje, 07.

Segundo o IGP, ainda não é possível determinar se Gilberto foi morto em casa ou no local, pois, devido a chuva algumas evidências podem ter sido apagadas. Junto ao corpo foram encontrados um chinelo havaianas e uma corda de fina espessura amarrada em volta dos pulsos.

Conforme o delegado Vladimir Medeiros, há hipótese de tortura, indicadas pela perícia, como tiros à queima roupa nos joelhos e braços e um fatal na boca, o que leva a crer que a vítima foi torturada por um bom tempo e de forma grave. “A linha de investigação da Polícia Civil é bastante sólida, confirmando que se trata de um homicídio”, afirma.

Vladimir enfatiza que o caso não pode ser classificado como latrocínio, pois o objetivo principal não era roubar o veículo da vítima, mas que após terem matado Gilberto os autores podem ter levado o carro, que ainda não foi encontrado. Além disso, mais de uma pessoa estão envolvidas na morte, as quais deviam estar em busca de informações ou confissões.

De acordo com Valdecir Rosa, irmão da vítima, o único desentendimento que Gilberto tinha era com um homem de Caxias do Sul, situação a qual ele afirma já ser de conhecimento da Polícia Civil. “Fora isso ele não tinha rixa com ninguém. Agora é esperar que a Polícia Civil resolva o caso o mais rápido possível e que quem matou pague por isso”, diz.

[vsw id=”r3V8GFwMa_A” source=”youtube” width=”425″ height=”344″ autoplay=”no”]

Confira as fotos:

 

Fotos: Francisco Rocha e Nicole Cavallin