Início Meio Ambiente Filhotes de guará nascidos no Gramadozoo irão para recinto

Filhotes de guará nascidos no Gramadozoo irão para recinto

Foto: Divulgação Gramadozoo/Halder Ramos
Continua depois da publicidade

O Gramadozoo registrou em janeiro o nascimento de dois filhotes de guará-rubra (Eudocimus ruber). Os animais foram retirados do ninho para que a equipe pudesse acompanhar o desenvolvimento das pequenas aves. Para crescerem saudáveis, eles foram transferidos para uma Unidade de Tratamento Animal (UTA), que conta com controle de umidade e temperatura.
Além de monitoramento veterinário ininterrupto, as aves receberam alimentação especial três vezes por dia durante o período de internação no hospital do zoo.
Conforme a bióloga Tatiane Nunes, responsável técnica do Gramadozoo, a alimentação era feita por sonda. “Retiramos os animais do ninho em 26 de janeiro para fazer o acompanhamento de peso. Passamos a dar o alimento por sonda com uma seringa. Eles recebiam uma papa batida no liquidificador, que era feita de ração com suplementos vitamínicos”, conta a bióloga.
Tatiane destaca que os animais tiveram excelente ganho de peso e que agora estão comendo ração e peixes sem o auxílio da equipe. “Em breve, os animais serão soltos no recinto. Estão bem saudáveis”, comemora.
Para a bióloga, a reprodução em cativeiro demonstra o bem-estar dos animais, que ocorrem no Norte do Brasil, ao manejo no zoo. Os filhotes nascem com coloração escura para facilitar a camuflagem. Já os adultos, têm as penas avermelhadas. Segundo Tatiane, as penas dos filhotes são escuras como forma de camuflagem contra predadores. “Quando forem crescendo, a coloração vai mudando. É uma forma de proteção natural”, explica.